Procon de Palmas-TO notifica variação de preços de mais de 100%; confira produtos

Procon de Palmas realizou pesquisa em supermercados da cidade entre os dias 9 e 11 de setembro e registrou grande variação de preços de alimentos que compõem a cesta básica.

Procon de Palmas-TO notifica variação de preços de mais de 100%; confira produtos (Foto: Reprodução/Google)
Procon de Palmas-TO notifica variação de preços de mais de 100%; confira produtos (Foto: Reprodução/Google)


O item alimentar com a maior variação de preço foi o molho de tomate, podendo sair até 152% mais caro, a depender da escolha pelo supermercado. Uma unidade do molho pesando 340 gramas pode variar de R$ 0,95 a R$ 2,39.

Um dos principais itens da cesta básica comentados pelos brasileiros nos últimos dias pelo aumento do preço foi arroz, os preços encontrados pelo Procon em Palmas não foi diferente. Entre os supermercados visitados, os preços foram de R$ 23,99 a R$ 29,99 para o pacote de cinco quilos.

Leia mais: Quase 1 milhão de brasileiros tiveram o Auxílio Emergencial cortado; veja o motivo

Até mesmo os alimentos que custam menos de R$ 10 têm grande variação de preço. A diferença de preços para o flocão de milho entre os estabelecimentos é de 83%, variando entre R$ 0,99 e R$ 1,79.

O feijão carioca e o ovo branco – com 12 unidades – possuem variações de preço de 56%, chegando a R$ 9,49 e R$ 6,99, respectivamente. Para o óleo de soja, o menor valor localizado na capital foi de R$ 5,89; no supermercado que cobra mais pelo produto sai por R$ 7,99.

O papel higiênico com quatro unidades têm valores próximos em todos os supermercados consultados pelo Procon, com o pacote saindo por R$ 6,01 a R$ 7,99.

Do método de pesquisa dos preços segundo o Procon-TO

Nove supermercado foram consultados na cidade, usando os mesmos itens com as mesmas marcas e quantidades para a pesquisa em cada unidade.  Foram 17 itens usados na pesquisa, incluindo itens de alimentação e de limpeza.

Ao portal G1, a superintendente do Procon Municipal, Valéria Morais, pediu cautela na compra aos consumidores.

“A orientação é que o consumidor evite comprar em grande quantidade para estocar em casa, pois tal atitude contribui para que os preços das mercadorias sejam elevados”, pediu.

A pesquisa detalhada com todos os valores, a variação de preço para cada produto e os supermercados foi divulgada pelo Procon de Palmas e pode ser consultada pela internet por este link.

Facebook Comments

Jornalista graduada pela FAPCOM (Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação). Foi repórter do site MigraMundo e Startupi, atuou na comunicação de ONG e em assessoria de imprensa. Atualmente trabalha como jornalista freelancer e redatora do Jornal O Norte.