Quase 1 milhão de brasileiros tiveram o Auxílio Emergencial cortado; veja o motivo

O governo bloqueou o pagamento do Auxílio Emergencial de 922.600 beneficiários do Bolsa Família em agosto. O Ministério da Cidadania explicou que a Controladoria-Geral da União (CGU) recomendou o cancelamento de parte dos usuários e a suspensão de outros após identificar irregularidades nos critérios de recebimento.

Quase 1 milhão de brasileiros tiveram o Auxílio Emergencial cortado; veja o motivo
Quase 1 milhão de brasileiros tiveram o Auxílio Emergencial cortado; veja o motivo (Imagem: Google)

Com os cortes, o governo economizou R$ 550 milhões do montante destinado ao benefício, mas as liberações serão retomadas a partir deste mês, segundo a pasta. O governo pretende adicionar o valor bloqueado ao pagamento de setembro para quem já teve o auxílio revisado.

Como serão os pagamentos revisados do auxílio

Os beneficiários que continuam obedecendo aos critérios do Auxílio Emergencial vão receber o valor retroativo junto com o pagamento deste mês. Quem teve o benefício cancelado, mas continua inscrito no Bolsa Família, também receberá os valores de agosto e setembro ainda nesta semana.

O governo pode revisar pagamentos do auxílio emergencial e exigir a devolução do dinheiro a quem recebeu parcelas de R$ 600 de forma indevida. O Bolsa Família, entretanto, não pode ser cortado durante a pandemia, pois as revisões cadastrais foram suspensas.

Leia mais: Auxilio Emergencial: NOVO calendário liberado; confira quem recebe

O usuário pode contestar o cancelamento ou a suspensão do Auxílio Emergencial pelo site ou pelo aplicativo da Caixa. Após o envio da documentação exigida e reanálise de dados, a contestação pode ser aprovada. Assim, o benefício volta a ser liberado ao responsável familiar a partir da folha de pagamentos subsequente.

O novo calendário de pagamentos para quem está inscrito no Bolsa Família começa no dia 17 de setembro, conforme o dígito final do Número de Identificação Social (NIS). Confira:

  • 17 de setembro – NIS de final 1
  • 18 de setembro – NIS de final 2
  • 21 de setembro – NIS de final 3
  • 22 de setembro – NIS de final 4
  • 23 de setembro – NIS de final 5
  • 24 de setembro – NIS de final 6
  • 25 de setembro – NIS de final 7
  • 28 de setembro – NIS de final 8
  • 29 de setembro – NIS de final 9
  • 30 de setembro – NIS de final 0

O auxílio foi prorrogado e será pago até o dia 31 de dezembro, mas apenas parte dos beneficiários receberá todas as parcelas, os que fazem parte do Ciclo 1, que foram os primeiros a se inscrever no programa.

 

Facebook Comments

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.