Saiba como se cadastrar e receber o Bolsa Família em 2021

O Bolsa Família é um programa de transferência de renda do Governo Federal, criado para combater a extrema pobreza no país. O objetivo é fornecer direito à moradia, educação, saúde e alimentação a famílias de baixa renda. O valor médio do benefício pago a cada família é de R$ 191. No próximo ano, o programa continuará em vigência. Quem ainda não está inscrito, pode realizar o cadastro para ter acesso.

Saiba como se cadastrar e receber o Bolsa Família em 2021
Saiba como se cadastrar e receber o Bolsa Família em 2021. (Foto: Reprodução / Google)

Para receber, é preciso cumprir alguns critérios, como ter crianças ou adolescentes com idade até 17 anos matriculados em escolas, manter em dia do calendário de vacinação de crianças com até sete anos, entre outros. Em 2020, o Orçamento da União pagou R$ 29,5 bilhões em benefícios do Bolsa Família para mais de 13 milhões de lares.

Leia mais: Saiba como regularizar seu CPF pela internet através da Receita Federal

Como fazer o cadastro e receber o Bolsa Família

O primeiro passo para se cadastrar é se inscrever no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal. Para isso, é necessário procurar a Secretaria de Assistência Social do município ou o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) mais próximo e comprovar dados pessoais e renda familiar mensal per capita de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos.

Para que a família seja incluída, uma pessoa deve se responsabilizar por informar os dados de todos os membros. Essa pessoa é chamada de Responsável pela Unidade Familiar (RF) e precisa morar na mesma casa com os outros membros, ter no mínimo 16 anos de idade e ser, preferencialmente, mulher.

A documentação necessária inclui CPF ou título de eleitor e pelo menos um documento de cada membro da família, como certidão de nascimento ou casamento; CPF; RG; certidão administrativa de nascimento de indígena, RANI; carteira de trabalho; ou título de eleitor. O comprovante de endereço não é obrigatório, mas recomendado.

Leia mais: Auxílio emergencial: beneficiários recebem NOVA parcela nesta sexta (4)

Após o cadastro ser feito, a família deve esperar aprovação do governo. O cadastro não realiza a inserção automática no programa. Os núcleos passam por avaliação.

2021

Em 2021, o governo pretende manter o Bolsa Família e expandir o programa, incluindo auxílio de R$ 52 para as famílias carentes com crianças de até cinco anos de idade e auxílio-creche de aproximadamente R$ 200 para que as mães possam ser reinseridas no mercado de trabalho.

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.