Seguro desemprego tem valor corrigido e parcelas que vão até R$ 1,9 MIL

O seguro desemprego em 2021 sofreu um novo reajuste e passa a ter o valor máximo de pagamento de R$ 1.911,84. A princípio o valor era de R$ 1.813,03. Com o reajuste, o valor pode variar entre um salário mínimo, de R$ 1.100, a R$ 1,9 mil.

Seguro desemprego tem valor corrigido e parcelas que vão até R$ 1,9 MIL
Seguro desemprego tem valor corrigido e parcelas que vão até R$ 1,9 MIL (Imagem: Reprodução / Google)

O reajuste foi divulgado acompanhando o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2020 que foi de 5,45%, que mede as tendências de inflação.

O valor mais alto de R$ 1,9 mil vale para aqueles trabalhadores que recebem salários acima de R$ 2.811,60.

Leia mais: Bolsa Família: Depósitos de 2021 começam na segunda-feira (18)

Quem terá direito?

Contudo, esses valores valem para benefícios que ainda devem ser solicitados e/ou também para os que já foram liberados, nesse caso serão corrigidas as parcelas que faltam e que forem emitidas a partir da entrada em vigor do reajuste.

O valor recebido pelo trabalhador demitido depende da média salarial dos últimos três meses anteriores à sua demissão. 

Entretanto, o valor da parcela não pode ser inferior ao salário mínimo em vigor, que é de R$ 1.100.

Confira abaixo o reajuste 

Faixa de Salário Médio           Valor da Parcela

  • Até R$ 1.686,79                    Multiplica-se o salário médio por 0,8 (80%);
  • A partir de R$ 1.686,80 até R$ 2.811,60    Multiplica-se R$ 1.686,79 por 0,8 (80%), e o que exceder a R$1.686,79 multiplica-se por 0,5 (50%) e somam-se os resultados;
  • Acima de R$2.811,60            O valor da parcela será de R$1.911,85 invariavelmente;

Leia mais: IPVA 2021: Calendário de pagamento no Paraná começa segunda-feira (18)

Seguro desemprego

O benefício é pago para aqueles trabalhadores que foram demitidos sem justa causa.

Para solicitar, é preciso ir de forma presencial, nas Superintendências Regionais do Trabalho e Emprego (SRTE) e no Sistema Nacional de Emprego (SINE), e em outros postos credenciados pelo Ministério da Economia.

Contudo o seguro desemprego também deve ser solicitado pelo Portal do Governo Federal ou pelo aplicativo da carteira de trabalho digital.

Apenas para os trabalhadores domésticos que é preciso solicitar o benefício nas SRTE. Portanto, é preciso ligar antes para o telefone 158 e realizar o agendamento.

O seguro desemprego também vale para pescadores profissionais em período do defeso e trabalhadores resgatados em situação semelhante à de escravidão.

Ainda de acordo com a Secretaria de Previdência e Trabalho, o reajuste do seguro-desemprego é automático e garantido pela legislação brasileira.