Veja aqui como usar o dinheiro do FGTS na compra da casa própria

Agora, é possível utilizar o pagamento do Fundo de Garantia para financiar a compra da casa própria, uma das alternativas é diminuir em até 80% o valor das prestações. Confira aqui como utilizar seu benefício do FGTS.

Veja aqui como usar o dinheiro do FGTS na compra da casa própria (Foto: Reprodução Google)
Veja aqui como usar o dinheiro do FGTS na compra da casa própria (Foto: Reprodução Google)

A Caixa Econômica Federal, órgão responsável pela liberação do FGTS para os contribuintes e trabalhadores, agora permitiu que o benefício pode ser utilizado para subsidiar a compra da casa própria.

O salvo pode ser utilizado de diversas formas como;

  • Pagar a entrada no momento da contratação
  • Diminuir em até 80% o valor das prestações em 12 meses

O Sistema Financeiro Habitação (SFH) deve assinar legalmente o contrato.

Porém, o serviço oferecido possuí algumas limitações e também regras. O FGTS não autoriza outras formas de utilizar o saldo, além das duas mencionadas.

Não é possível utilizar o dinheiro para;

  • Compra de imóvel comercial, como lojas
  • Reformar ou aumentar o próprio imóvel,
  • Comprar terrenos sem construção ao mesmo tempo,
  • Comprar material de construção,
  • Imóveis residenciais para familiares, dependentes ou outras pessoas.

Alguns requisitos devem ser atendidos para quem deseja dar entrada na casa própria com o FGTS. A caixa informa que é preciso ter trabalhado no mínimo três anos contribuindo para o beneficio, não possuir nenhum outro investimento no SFH, em qualquer país.

Também não é permitido que o trabalhador seja proprietário, promitente, comprador ou usufrutário de imóveis residenciais urbanos.

Leia mais: FGTS: Tire suas dúvidas e veja como fazer o saque do benefício sem cartão

Para dar início ao investimento pelo FGTS

O benefício pode ser aplicado para quem deseja comprar um propriedade com algumas condições, entre elas;

  • Estar em área urbana;
  • Destinar-se à moradia do titular.
  • Apresentar, na data de avaliação final, condições de habitabilidade e ausência de vícios de construção.
  • Estar matriculado no RI competente e sem registro de grave infração que resulte em impedimento à sua comercialização.

Para realizar o investimento é preciso consultar o saldo do FGTS e saber quanto pode ser utilizado no processo das parcelas do seu contrato, e ter em mãos toda a documentação necessária como;

  • Documento oficial de identificação;
  • Extrato de conta vinculada ao FGTS;
  • Carteira de trabalho para comprovar o tempo de trabalho sob o regime do FGTS;
  • Se você é trabalhador avulso, declaração do órgão gestor da mão de obra ou do sindicato;
  • Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física – DIRPF. No caso de trabalhador casado ou em união estável, apresentar a DIRPF de ambos os cônjuges/companheiros.

A caixa econômica irá avaliar todas as documentações e o saldo para dar continuidade ao processo, o trabalhador por acompanhar a solicitação através do aplicativo do FGTS.

 

Larissa Luna é graduanda em Psicologia pela Faculdade Frassinetti do Recife (FAFIRE) e graduanda em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Como universitária, estuda analises de pesquisas feitas a partir de conceitos sociológicos e antropológicos em paralelo com a Psicologia. Atualmente dedica-se a redação do Jornal O Norte.