Vestibular 2021: IFPB anuncia inscrições abertas para o processo seletivo da instituição

Inscrições para concorrer às vagas do IFPB (Instituto Federal da Paraíba) já estão abertas, são 1.240 vagas para Cursos Técnicos Subsequentes e 2.390 vagas para Cursos Técnicos Integrados. O registro ao processo seletivo do vestibular 2021 na instituição teve início nesta terça-feira (17) e segue até o dia 18 de dezembro pela internet. O nível de ensino mínimo requerido é diferente para cada curso.

Vestibular 2021: IFPB anuncia inscrições abertas para o processo seletivo da instituição (Foto: Divulgação/IFPB0
Vestibular 2021: IFPB anuncia inscrições abertas para o processo seletivo da instituição (Foto: Divulgação/IFPB0

O IFPB informou ao portal G1 que os interessados pela formação nos Cursos Técnicos Integrados precisam ter concluído ou estar concluindo o ensino fundamental ou equivalente. Já nos cursos na modalidade Subsequente ao Ensino Médio, é necessário ter concluído ou estar concluindo o ensino médio ou equivalente.

Leia mais: Vereadores eleitos em João Pessoa: Lista completa e atualizada (eleições 2020)

O processo de seleção para os cursos técnicos integrados irá acontecer mediante análise do histórico escolar nas disciplinas de português, matemática, história e geografia ou disciplinas equivalentes no ensino fundamental II, no 6º, 7º e 8º ano, ou equivalente. Para os cursos técnicos subsequentes são analisadas as notas das disciplinas de língua portuguesa e matemática, cursadas no 1º e 2º ano do ensino médio ou equivalente.

A instituição de ensino oferece cotas para quem estudou o ensino fundamental na rede pública, para quem tem renda familiar per capita mensal de até 1,5 salário mínimo, para pessoas negras, pardas e indígenas, e pessoas com deficiência. Em Sousa – veja relação de Campi abaixo, há cotas para assentados da reforma agrária.

Há a previsão de que mais um edital seja publicado até a próxima semana com mais 60 vagas para o curso técnico em instrumento musical subsequente ao ensino médio.

Inscrições do vestibular 2021 do IFPB

Os interessados poderão cadastrar o interesse no processo de seleção por meio do preenchimento do formulário eletrônico, neste link para os Cursos Técnico Integrado e neste link para os Cursos Técnico Subsequente.

Os alunos com interesse nos Cursos Técnico Integrado devem anexar o histórico escolar ou documento equivalente. Nos cursos técnicos subsequentes, o candidato também pode utilizar o desempenho no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) ou do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Somente serão válidas as edições dos Exames Nacionais após 2009.

Locais de estudo por curso

São 2.390 vagas para ingresso no ano letivo de 2021 em 17 campi, que são Cabedelo, Cabedelo Centro, Cajazeiras, Campina Grande, Catolé do Rocha, Esperança, Guarabira, Itabaiana, Itaporanga, João Pessoa, Monteiro, Patos, Picuí, Princesa Isabel, Santa Luzia, Santa Rita e Sousa.

Para ingresso no primeiro semestre de 2021 são 1.240 vagas em 16 campi, que são Areia, Cabedelo, Cabedelo Centro, Cajazeiras, Campina Grande, Esperança, Itabaiana, João Pessoa, Mangabeira, Patos, Pedras de Fogo, Picuí, Princesa Isabel, Santa Luzia, Soledade e Sousa.

Cursos ofertados

  • Meio Ambiente;
  • Recursos Pesqueiros;
  • Multimídia;
  • Edificações;
  • Serviços Jurídicos;
  • Eletromecânica;
  • Informática;
  • Sistemas de Energia Renovável;
  • Contabilidade;
  • Automação Industrial;
  • Controle Ambiental;
  • Eletrônica, Eletrotécnica;
  • Instrumento Musical;
  • Mecânica, Manutenção e Suporte em Informática;
  • Segurança do Trabalho;
  • Geologia, Agroindústria;
  • Agropecuária;
  • Serviços de Restaurante e Bar;
  • Transações Imobiliárias;
  • Guia de Turismo, Transporte Aquaviário;
  • Mineração;
  • Equipamentos Biomédicos;
  • Secretariado;
  • Cuidados de Idosos;
  • Petróleo e Gás;
  • Química.

Jornalista graduada pela FAPCOM (Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação). Foi repórter do site MigraMundo e Startupi, atuou na comunicação de ONG e em assessoria de imprensa. Atualmente trabalha como jornalista freelancer e redatora do Jornal O Norte.