Auxílio emergencial 2021: Ministro da Economia dá ultimato sobre prorrogação do benefício

O ministro da Economia do Brasil, Paulo Guedes, participou de uma reunião em videoconferência na quarta-feira (9), juntamente com investidores estrangeiros, e expressou o empenho para que o Brasil entrasse para a (OCDE) Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico. Durante a conversa, Guedes opinou sobre o teto de gastos, citou sobre o auxílio emergencial e declarou que o país vai realizar projetos para redução de subsídios.

Auxílio emergencial 2021: Ministro da Economia dá ultimato sobre prorrogação do benefício
Auxílio emergencial 2021: Ministro da Economia dá ultimato sobre prorrogação do benefício (Imagem: Montagem/Jornal O Norte)

O evento Ásia Summit teve a presença do ministro, de investidores estrangeiros e foi promovido pelo Miken Institute. A principal pauta de Guedes foi sobre o teto de gastos.

O principal motivo da redução de subsídios é fazer cumprir a proposta criada em 2016. O projeto resume em evitar que o governo gaste um valor maior do que a inflação do ano anterior, isto é, uma forma ativa de controle dos gastos do governo.

Leia mais: Caixa começa a pagar Bolsa Família em poupança digital NESTE MÊS; saiba como usar

Apesar de não ter explicitado quais setores iriam ser cortados, Guedes afirmou:

“Acho que isso vai acontecer antes do fim do ano. Dois dias atrás, demos outro sinal, de que vamos acabar com o auxílio emergencial no fim deste ano. Estamos dando sinais que estamos removendo gastos extraordinários com a pandemia e, ao mesmo tempo, reduzindo subsídios.”

De acordo com a declaração do ministro, ao que tudo indica, o auxílio emergencial não será prorrogado para 2021.

Auxílio Emergencial

O auxílio emergencial foi criado no Governo Bolsonaro em período pandêmico com a intenção de subsidiar as pessoas que se sentiram prejudicadas com a crise do novo coronavírus.

O benefício foi amparado pela Lei nº 13.982/2020 e inicialmente foi liberado R$ 600 às pessoas que estavam inclusas no grupo de beneficiados. O governo disponibilizou um aplicativo pelo qual são feitas as transações. O aplicativo Caixa Tem proporciona transferências, pagamentos, recargas e compras online. Apesar disso, muitas pessoas relataram problemas no sistema e dificuldades para realizar as transações.

Leia mais: Casa Verde e Amarela prestes a sair do papel: saiba TUDO sobre o programa para 2021

Outros problemas enfrentados foram as fraudes existentes e as enormes filas nas agências. O pagamento foi liberado no prazo de três meses. O auxílio extensão foi como uma continuação do benefício antigo. Contudo, o valor liberado é de R$ 300 e tem avaliação mensal da Dataprev para que sejam evitadas novos índices de fraudes no sistema.

Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do Jornal O Norte traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.