Carnaval 2021: Bloco ‘Enquanto Isso na Sala da Justiça’ CANCELA prévia? Veja a decisão

Em virtude dos cuidados necessários para conter o avanço do novo coronavírus, as festas, eventos natalinos, comemorações de Réveillon foram cancelados. Com o carnaval 2021, não foi diferente. Em Pernambuco, o tradicional bloco ‘Enquanto Isso na Sala da Justiça’ anunciou o cancelamento da prévia que aconteceria no mês de janeiro.

Carnaval 2021: Bloco 'Enquanto Isso na Sala da Justiça' CANCELA prévia? Veja a decisão
Carnaval 2021: Bloco ‘Enquanto Isso na Sala da Justiça’ CANCELA prévia? Veja a decisão (Imagem: Reprodução/Google)

A decisão foi anunciada em razão do crescimento do números de casos de infectados na pandemia. O bloco está em funcionamento há quase 26 anos. O cancelamento foi de acordo comum entre os três organizadores do evento.

A festa com participação do bloco atrai muitos adeptos. Na última edição, compareceram à prévia cerca de 8 mil pessoas. Outro motivo que levou os organizadores a suspenderem a comemoração foi a morte do jornalista Beto Rezende, vítima do novo coronavírus.

Beto foi um dos idealizadores deste projeto do Carnaval de Pernambuco e, segundo os organizadores, uma pessoa muito importante na composição do bloco e nas decisões das iniciativas todos os anos.

Leia mais: Carnaval 2021: Em Olinda, o Homem da Meia-Noite cancela desfile por conta da COVID-19

Edinho Moraes, um dos organizadores do bloco, esclareceu sobre os perigos com a permissão da festa, já que o Carnaval é sinônimo de festa e aglomeração entre pessoas, dois pontos que são proibidos neste momento pandêmico e que agem ativamente para disseminação do vírus.

“É impossível pensar em algum evento carnavalesco que não tenha aglomeração. Isso está fora de cogitação. Acho que não faria sentido. Carnaval sem aglomeração, sem contato físico não existe. Não existe Carnaval com distanciamento social”, disse.

Reinfecção do vírus no estado

Nesta quinta-feira (10) , a Secretaria de Saúde do Estado anunciou mais 12 casos suspeitos de reinfecção da doença. A comprovação dessa possibilidade faz com que as autoridades fiquem mais cautelosas quanto à permissibilidade de eventos e festas que promovam aglomeração de pessoas.

André Longo, Secretário Estadual, se pronunciou sobre os casos de reinfecção:

“São 22 possíveis casos de reinfecção. Cinco amostras foram encaminhadas, nos últimos dias, ao Instituto Evandro Chagas e outras três seguirão hoje. São quatro pacientes do Recife, dois de Olinda, um de Exu [Sertão] e um de Santa Cruz [Sertão]. Há, ainda, nove amostras em análise no Laboratório Central e cinco casos descartados”.

Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do Jornal O Norte traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.