Chega a quase 100 mil o número de mortos por Covid-19 no Brasil

O país atingiu hoje (31) a marca de 91.377 mortes causadas pelo novo coronavírus. A média diária de óbitos tem sido de 1.024 há quatro semanas. Nesta quinta-feira (30), foram contabilizadas 1.189 mortes e 58.271 novas infecções por Covid-19, chegando a um total de 2.613.789 casos confirmados da doença. Os dados são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL com secretarias estaduais de Saúde.

Chega a quase 100 mil o número de mortos por Covid-19 no Brasil
Chega a quase 100 mil o número de mortos por Covid-19 no Brasil. (Imagem: Reprodução Google)

As estatísticas da pandemia no Brasil estão sendo divulgadas três vezes ao dia pelo consórcio. A iniciativa foi criada depois de inconsistências e atrasos no repasse de dados do Ministério da Saúde. O estado mais crítico em relação à pandemia é São Paulo, com 321 mortes e 14.809 novos casos nas últimas 24 horas. Ao todo, são 529.006 infectados e 22.710 óbitos.

O segundo com mais vítimas fatais é Rio de Janeiro, que acumula 13.348 mortes. Em terceiro vem o Ceará, com 7.664. Na sequência estão estados do Nordeste e Norte: Pernambuco, com 6.526; Pará, 5.728; Amazonas, 3.252; Bahia, 3.391; Maranhão, 2.996. Minas Gerais, soma 2.692 óbitos e a Paraíba, 1.785.

Transmissão do vírus em alta

Um estudo divulgado pelo Imperial College de Londres apontou que a transmissão do coronavírus voltou a ganhar força no Brasil. O índice de contágio (Rt), representado por uma métrica da taxa de reprodução viral, que mostra a velocidade da disseminação, segue acima de 1 no país há 14 semanas.

Leia mais: Eleições 2020 e os desafios em época de pandemia do novo coronavírus.

O índice tem variado entre 1,03 e 1,01, mas recentemente subiu para 1,08, ou seja, cem pessoas com Covid-19 levariam o vírus para outras 108. De acordo com o estudo, o acúmulo é exponencial e preocupante: cem pessoas infectam 108, que levam o vírus para 116,6, e assim por diante. Entre os 25 países analisados pelo instituto com Rt acima de 1, 13 conseguiram controlar o contágio nos últimos dois meses. O Brasil não está entre eles.

Atualmente, o país é o segundo com mais casos de covid-19 no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, que somam 4.476.335 contaminações. O terceiro da lista é a Índia, com 1.582.028 casos. Enquanto isso, o Ministério da Saúde completa quase três meses sem ministro.

Facebook Comments

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.