Eleições 2020: TSE lança ‘Pardal’, aplicativo para fiscalização e combate à corrupção

O aplicativo Pardal, que recebe denúncias de irregularidades em campanhas eleitorais, já foi atualizado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para o pleito deste ano. A ferramenta existe desde 2014 e vem sendo aprimorada em período eleitoral; agora possibilita um detalhamento maior da denúncia apresentada nestas eleições 2020.

Eleições 2020: TSE lança 'Pardal', aplicativo para fiscalização e combate à corrupção
Eleições 2020: TSE lança ‘Pardal’, aplicativo para fiscalização e combate à corrupção (Imagem: José Cruz/Agência Brasil)

O objetivo é facilitar o trabalho de fiscalização e apuração feito pelos tribunais regionais eleitorais (TREs) e Ministério Público Eleitoral. Com o aplicativo, os cidadãos podem atuar como fiscais e ajudar a combater a corrupção no processo eleitoral, identificando e comunicando irregularidades.

Como utilizar o Pardal nas eleições 2020

Com a nova atualização, o aplicativo permite que usuário envie não só a foto com a denúncia, mas também um relatório demonstrando a irregularidade a ser apurada. Quando as denúncias não se enquadrarem em propaganda eleitoral, o Pardal vai oferecer o contato da ouvidoria do Ministério Público de cada localidade.

Além disso, vai disponibilizar um link específico para envio de outros tipos de denúncias ao Ministério Público Eleitoral de cada estado. Segundo o juiz auxiliar da presidência do TSE, Sandro Vieira, um grande volume de denúncias não eram apuradas por falta de provas e elementos materiais, como testemunhas, fotos e vídeos. A atualização amplia a possibilidade de comprovação das irregularidades.

Leia mais: Eleições 2020: TSE libera sistema para consulta de candidatos a prefeito e vereador

A nova versão do Pardal estará disponível a partir de domingo (27), quando começa oficialmente o período de campanha eleitoral. O prazo final para registro de candidaturas na Justiça Eleitoral é sábado (26). A partir daí também tem início a propaganda eleitoral. O calendário deste ano foi adiado em razão da pandemia do novo coronavírus. O primeiro turno será realizado em 15 de novembro e o segundo turno em 29 de novembro.

Outra ferramenta disponibilizada pelo TSE para os eleitores é o DivulgaCandConta, que reúne informações financeiras de candidatos aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador das Eleições Municipais 2020. Para acessar, não é necessário fazer cadastro prévio ou autenticação. Para fazer a consulta, basta selecionar a unidade da federação no mapa ou a sigla do estado.

 

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.