Eleições 2020: Veja como consultar o SEU local de votação

O calendário das eleições 2020 foi adiado em razão da pandemia do novo coronavírus. O primeiro turno, previsto para outubro, será no dia 15 de novembro, e o horário de votação foi ampliado em uma hora. Assim, os locais serão abertos às 7 horas, para evitar aglomerações. As primeiras três horas do dia serão prioritárias para eleitores com mais de 60 anos.

Eleições 2020: Veja como consultar o SEU local de votação
Eleições 2020: Veja como consultar o SEU local de votação (Imagem: Divulgação)

Para consultar o endereço de seu local de votação, basta acessar o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e buscar as informações. Outra alternativa é baixar o aplicativo e-Título, que além de disponibilizar os dados substitui o título de eleitor em papel e serve como documento oficial para votar.

Como acessar informações sobre as eleições 2020

No site do TSE, é possível consultar os números do título de eleitor, a zona eleitoral e o endereço da seção de votação. Basta informar nome completo, data de nascimento e nome da mãe. Para obter as informações por meio do aplicativo e-Título, é preciso baixá-lo nas lojas de aplicativos dos sistemas operacionais iOS e Android.

Outra possibilidade é informar-se pela Central do Eleitor de cada estado, ligando para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE). No dia de votação, é necessário levar um documento oficial com foto, que pode ser: carteira de identidade, passaporte, carteira de categoria profissional reconhecida por lei, certificado de reservista, carteira de trabalho, documento nacional de identidade ou a carteira nacional de habilitação (CNH).

Leia mais: Eleições 2020: Justiça permite que o eleitor leve cola eleitoral para local de votação

O título de eleitor não é obrigatório, mas a recomendação é que seja levado, pois contém informações sobre zona e seção eleitoral. O eleitor também pode levar um papel com os números dos candidatos escolhidos para consultar na hora da votação. O TSE orienta que cada um leve sua caneta para assinar a ata, evitando o compartilhamento de materiais.

O protocolo de segurança sanitária inclui marcações para garantir o distanciamento social, disponibilização de álcool em gel e dispensa da identificação biométrica. Além disso, as primeiras horas do dia, das 7 às 10 horas, serão prioritárias para eleitores com mais de 60 anos. As justificativas de ausência poderão ser enviadas por meio do aplicativo e-Título em até 60 dias depois de cada turno das eleições.

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.