FGTS emergencial: Nascidos em janeiro receberão benefício em espécie dia 25

No próximo dia 25, (sábado) a Caixa Econômica Federal irá liberar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), através do saque emergencial em espécie para aquelas pessoas que nasceram em janeiro.

FGTS emergencial: Nascidos em janeiro receberão em espécie dia 25
FGTS emergencial: Nascidos em janeiro receberão em espécie dia 25. Imagem (Google).

A conta poupança social digital desses trabalhadores foi aberta automaticamente pela agência no dia 29 de junho. Para aqueles que nasceram em fevereiro, considerados do segundo grupo, poderão fazer o saque nos valores com limite até R$ 1045 por pessoa no dia 8 de agosto.

O novo saque emergencial do FGTS foi criado de acordo com o Governo Federal para ajudar os trabalhadores a enfrentar a situação da crise econômica provocada pela pandemia do coronavírus.

De acordo com o calendário, mais de 37,8 milhões serão liberados os valores irão chegar a 60 milhões de contemplados.

Leia mais: Mais de 1,3 milhão de contas digitais são bloqueadas por suspeita de fraude no auxílio emergencial

No primeiro momento o pagamento do saque emergencial do FGTS é realizado por meio de crédito na conta poupança social digital. Esse crédito é aceito em alguns estabelecimentos cadastrados para realização de compras e até mesmo para pagamentos de boletos.

Em relação aos valores, a Caixa Econômica Federal informa que esse valor é de R$ 1.045 se considerada a soma de todas as contas ativas ou inativas que possuem saldo no FGTS.

Caso você queira mais informações da Caixa Econômica Federal informa os seguintes canais para o trabalhador:

  • Site: caixa.go.br
  • Telefone 111 – opção 2
  • Internet Banking Caixa
  • Aplicativo do FGTS

O trabalhador tem também a opção de não querer o FGTS emergencial. Nesse caso, não havendo movimentação na conta digital até 30 de novembro de 2020, o valor retorna para a conta do FGTS.

Depois desse prazo, para solicitar o saque é necessário entrar em contato até o dia 31 de dezembro pelo aplicativo do FGTS.

Auxílio emergencial na mira do MPF e da Polícia Federal

Para conter o número de fraudes que cercam o auxílio emergencial, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal vão trabalhar em parceria.

A medida tem o intuito de punir criminalmente casos graves e até mesmo a atuação de grupos criminosos. Esta semana, mais de 1,3 milhão de contas foram suspensas por suspeita de fraude.

Atualmente recebem o auxílio emergencial de R$ 600 reais beneficiários do Programa Bolsa Família, Cadastro Único e pessoas que tiveram o cadastro aprovado pelo site ou aplicativo. Além desse benefício, o trabalhador pode contar também com o saque do FGTS emergencial.

Mara Rodrigues é formada em jornalismo pela Universidade Estácio de Sá com mais de 13 anos de experiência. Já atuou como repórter de economia e polícia do jornal O Estado, repórter de cotidiano da TV Diário e assessora de comunicação. Atualmente trabalha como repórter de cotidiano da TV Cidade, filiada da Record TV no Ceará e dedica-se a redação do jornal O Norte.