Guedes é contra aumento de salário mínimo e dispara: ‘é condenar pessoas ao desemprego’

A proposta de aumento do salário mínimo para R$ 1.067 em 2021, foi enviada ao Congresso Nacional na segunda (31) e recebeu reações negativas devido ao aumento de apenas R$ 22 aos atuais R$ 1.045.

Guedes é contra aumento de salário mínimo e dispara: ‘é condenar pessoas ao desemprego’.
Guedes é contra o aumento de salário mínimo e dispara: ‘é condenar pessoas ao desemprego’. (Imagem: Reprodução Google)

Pelo segundo ano seguido, o mínimo vai ser ajustado para repor apenas a previsão de inflação do ano, que é de 2,09%, de acordo com o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

Questionado pela senadora Zenaide Maia (Pros-RN), o ministro da economia Paulo Guedes, afirmou, nesta terça-feira (1º), que é preciso ter cuidado com a hora que se faz esse tipo de ajuste.

A pandemia causa um efeito devastador no emprego. Então, hoje, se você der um aumento real no mínimo, milhares e talvez milhões de pessoas sejam demitidas. Você está no meio de uma crise de emprego terrível, todo mundo desempregado, você dar um aumento de salário, vai condenar as pessoas ao desemprego.” – disse Guedes.

“Estamos atentos a esta política, mas o poder público precisa ser cuidadoso ao momento certo em que poderá conceder reajustes reais” — completou Guedes, durante a audiência da comissão do Congresso, que acompanha as ações do governo no combate à Covid-19.

Leia mais: Eleições 2020: Políticos apostam em presença feminina na gestão de Recife

Aumento real do salário mínimo

O aumento real, presente de 2007 a 2019, levava em conta a inflação do ano anterior mais o resultado do PIB (Produto Interno Bruto) de dois anos antes. Mas, desde o ano passado, o governo decidiu não usar mais essa fórmula e reajustar o salário mínimo apenas pela inflação, obedecendo ao que determina a Constituição.

Segundo Guedes, esta fórmula fazia com que o salário mínimo virasse base para reajustes, que por sua vez, reforçavam a desigualdade.

O grande problema é que o salário mínimo, que era um instrumento de proteção do trabalhador do mercado formal, acabou virando base inclusive para reajuste. Uma pessoa que ganhava R$ 30 mil de aposentadoria, por exemplo, quando você mexia no salário mínimo, tinha que empurrar toda essa estrutura para cima também. Você estimula a desigualdade.”

A projeção faz parte do PLOA (Projeto de Lei Orçamentária Anual), que prevê uma redução de crescimento econômico de 3,3% para 3,2%, em 2021.

Facebook Comments