Idoso de 82 anos causa pânico em vizinhos ao efetuar disparos no quintal de casa

 

Policiais civis da 103ª Delegacia de Taguatinga, comandados pelo delegado Márcio Duarte Teixeira, efetuaram nesta última semana várias ações que resultaram na prisão de três pessoas suspeitas pela prática de crimes diversos em cidades da região sudeste.O primeiro caso ocorreu em Taguatinga no início da semana, quando os policiais civis receberam denúncias de que um idoso de 82 anos estaria efetuando disparos de arma de fogo em seu quintal, causando pânico entre seus vizinhos. Desse modo, uma equipe de agentes da 103ª DP passou a investigar os fatos e constatou a veracidade dos relatos fornecidos.Assim, os policiais compareceram ao local e, após realizar buscas no interior da residência do idoso, encontraram uma espingarda, a qual foi apreendida e levada para a sede da Delegacia juntamente com seu proprietário. O idoso foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e confessou à autoridade policial que já havia respondido pelo mesmo tipo de crime na cidade de Luís Eduardo Magalhães – BA. No entanto, ele recolheu aos cofres públicos a quantia arbitrada pela fiança e, desse modo, obteve o direito de responder ao processo em liberdade, de acordo com o que determina a legislação vigente.EstuproO segundo caso da semana foi da mãe de uma criança de 12 anos. Ela procurou a 103ª Delegacia de Taguatinga e relatou que sua filha estava desaparecida e que suspeitava que ela havia fugido com um indivíduo maior de idade e que ambos estariam na zona rural de Taguatinga.Com base nas informações fornecidas pela mãe da vítima, os policiais civis foram até o local indicado por ela, onde localizaram a menina de 12 anos que estava na companhia de mais três homens, entre eles, um de 22 anos que confessou que havia mantido relações sexuais com a adolescente. Desse modo, ele foi preso em flagrante e conduzido até a sede da 103ª DP, onde foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável. O Conselho Tutelar foi acionado para acompanhar o caso e prestou assistência à menina que, após passar por exames periciais que comprovaram a violência sexual, foi entregue a sua família.O indivíduo, logo após a realização dos procedimentos legais cabíveis, foi recolhido à Casa de Prisão Provisória de Dianópolis, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.Agressão                          Já no final da semana, os policiais civis receberam informações de que um homem teria invadido a residência de sua ex-namorada e provocado danos no local. Diante dos fatos, uma equipe da 103ª DP foi até o local onde surpreendeu o indivíduo que permanecia nos arredores e o conduziram até a sede da 103 DP, onde foi autuado em flagrante pelos crimes de dano, invasão de domicílio e violência doméstica no contexto da lei Maria da Penha.Porém, o indivíduo pagou a fiança e deste modo obteve o direito de responder ao devido processo legal em liberdade, conforme preconiza a lei.

Fonte: Conexão Tocantins

Facebook Comments