Imposto de Renda: Mais de 29 mil contribuintes recebem restituição do valor no RN

As restituições do quinto e último lote do Imposto de Renda 2020 foram pagas pela Receita Federal ontem (30). No Rio Grande do Norte, 29.143 contribuintes receberam um total de R$ 41.771.149,70. Em todo o país, são 3.199.567 contribuintes. O valor total dos créditos bancários é de R$ 4,3 bilhões.

Imposto de Renda: Mais de 29 mil contribuintes recebem restituição do valor no RN
Imposto de Renda: Mais de 29 mil contribuintes recebem restituição do valor no RN. (Imagem: Marcello Casal Jr/ Ag. Brasil)

Neste lote, foram contemplados cidadão não prioritários que entregaram a declaração até 19 de junho, além de contribuintes com prioridade legal, como idosos acima de 80 anos, entre 60 e 79 anos, com alguma deficiência física, mental ou moléstia grave e pessoas cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Como consultar a restituição do Imposto de Renda

Para saber se teve a declaração liberada, é preciso acessar a página da Receita Federal na Internet ou ligar para o telefone 146. O órgão também disponibiliza um aplicativo para consultar as informações sobre a restituição do IR e a situação cadastral no CPF.

Ao consultar os dados do Imposto de Renda 2020, o contribuinte é informado: se foi contemplado e quando recebeu o pagamento; se a declaração está na “fila de restituição” aguardando a liberação dos valores ou se está “em processamento” ou na “fila de espera” do órgão. Nos últimos casos, pode existir inconsistência de informações que precisam ser revisadas.

Leia mais: Rio Grande no Norte tem acréscimo de 8,1% nos impostos

Em 2020, os pagamentos foram feitos em lote no último dia útil do mês. O primeiro lote do IR foi pago antes do fim do prazo de entrega das declarações, que foi prorrogado em razão da pandemia do novo coronavírus. Foi a primeira vez que as restituições começaram a ser pagas durante o prazo de entrega.

Geralmente, o primeiro lote de restituição do imposto era pago em junho, mas este ano foi antecipado para maio. O número de lotes foi reduzido de sete para cinco, de forma que os pagamentos foram finalizados no mês de setembro, nos casos em que não houve inconsistências.

A restituição ficará disponível durante um ano no banco. Se o contribuinte não fizer o resgate dentro do prazo, precisará fazer um requerimento pela internet para retirar o dinheiro.

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.