No Ceará, estudantes da rede estadual receberão TABLETS em 2021

O Governo do Ceará divulgou que irá distribuir tablets para alunos da rede pública de ensino no ano de 2021. Anteriormente, as autoridades do estado já haviam declarado sobre a entrega de chips de internet para aproximadamente 347 mil alunos. A decisão da oferta dos aparelhos se deu em razão da dificuldade dos estudantes acompanharem as aulas por meio do ensino remoto.

No Ceará, estudantes da rede estadual receberão TABLETS em 2021
No Ceará, estudantes da rede estadual receberão TABLETS em 2021 (Imagem: Reprodução / Google)

Um dos problemas mais enfrentados pelos estudantes nesta pandemia é a dificuldade de acesso à grande rede. Seja por meio de ausência de aparelho ou por falta de conexão de internet, os alunos de baixa renda, principalmente  matriculados na rede pública, não conseguiram acompanhar o ano letivo em 2020.

Os contemplados com a entrega dos tablets serão estudantes de escolas e universidades públicas. Os requisitos para recebimento dos aparelhos ainda estão sendo analisados.

Leia mais: Feirão Limpa Nome em Fortaleza negocia dívidas com até 99% de DESCONTO

Segundo o governador Camilo Santana, o projeto de Lei já foi encaminhado à Assembleia Legislativa:

“Os critérios de distribuição estão sendo definidos, mas já adianto que os alunos que ingressarem no 1° ano do ensino médio em 2021 receberão tablet”.

O principal objetivo com a distribuição dos aparelhos é diminuir a desigualdade de conhecimento e proporcionar a disseminação do ensino. A internet tem sido peça chave neste momento de pandemia e as relações por meio digital têm ganhado um significado ainda maior neste período atual.

O governador explica:

“Nosso objetivo é oferecer melhores condições de acesso à internet aos nossos estudantes. Já havia anunciado a destinação de chips com internet móvel para cerca de 347 mil alunos.”

Leia mais: Conta de luz aumenta NESSES estados a partir de hoje (1º)

O governo do Ceará ainda ressalta que a distribuição eletrônica tem a ver com o cumprimento da Constituição Federal de 1988.

“A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho”.

Além de toda a iniciativa e combate às disparidades de acesso ao ensino, outra função do projeto é diminuir os impactos gerados pelas aulas a distância e proporcionar posteriormente a inserção da modalidade híbrida entre as escolas e universidades públicas do estado.

Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do Jornal O Norte traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.