“O Brasil regrediu mais de 10 anos” afirma economista sobre recessão histórica do PIB

O Produto Interno Bruto-PIB do segundo trimestre de 2020 foi o pior da história nos últimos anos. Mas, economistas esperam que o segundo semestre mostre melhora.

"O Brasil regrediu mais de 10 anos" afirma economista sobre recessão histórica do PIB
“O Brasil regrediu mais de 10 anos” afirma economista sobre recessão histórica do PIB.(Fonte:Google)

Já era esperado que o PIB brasileiro apresentasse números ruins em 2020, mas não se imaginava que seriam tão baixos como aconteceu. De acordo com economistas, a agropecuária e a atividade extrativista seguraram o PIB, que poderia apresentar recessão ainda maior.

O setor da agropecuária, em contramão com os demais, cresceu 0,4% nesse segundo trimestre.

PIB e Pandemia

Os números ruins apresentados pelo PIB são reflexo, também, da pandemia. Houve um encolhimento nesse trimestre de 11,4% em comparação com o segundo trimestre de 2019.

A coordenadora de Contas Nacionais do IBGE, Rebeca Palis, pontua a influencia do isolamento nos números:

“Esses resultados referem-se ao auge do isolamento social, quando diversas atividades econômicas foram parcial ou totalmente paralisadas para enfrentamento da pandemia”. Disse ela.

Atualmente o PIB, segundo o IBGE, está em R$ 1,653 trilhão e se compara aos valores de 2009, ano em que o país ainda se recuperava da crise financeira do anterior.

Ricardo Balistiero, economista e coordenador do curso de Administração do Instituto Mauá de Tecnologia, falou do prejuízo em que o Brasil está hoje:

“Na área da economia, o Brasil regrediu mais de 10 anos, bastante afetado pelos efeitos do coronavírus”, destacou.

Leia mais: Como vai funcionar o ‘IR negativo’, proposto pelo ministro da Economia?

De acordo com economistas, a queda drástica sofrida pelo PIB auxilia no processo de criação de estratégias para retomda da economia.

Uma medida que pode influenciar diretamente no PIB é a prorrogação do auxílio emergencial. Isso porque o brasileiro terá maior poder de compra. O que movimenta a economia.

Nesse momento é necessário, também,  investimento para transformar os números em positivos. No mesmo trimestre em que o PIB sofre essa recessão, os investimentos recuaram em 15,4%.

Entre todos os setores, o que merece um cuidado especial por patê do Governo é o de serviços, porque ele foi o mais afetado pela pandemia e o isolamento social.

Facebook Comments

Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha com professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora do jornal O Norte.