Porto Velho e mais 18 cidades em Rondônia entram na 2ª fase do isolamento social

Em portaria conjunta nº 15, de 27 de junho,  publicada no Diário Oficial, a partir da última quarta-feira (29) dezenove municípios do estado de Rondônia avançam para a segunda fase do ‘Plano Todos por Rondônia’, que visa o combate ao novo coronavírus. Além disso, na publicação, 33 cidades passaram para a terceira fase. 

Porto Velho e mais 18 cidades em Rondônia entram na 2ª fase do isolamento social
Porto Velho e mais 18 cidades em Rondônia entram na 2ª fase do isolamento social (Imagem: Governo Rondônia)

De todos os municípios da lista, 12 regrediram para a fase 2, enquanto que 6 progrediram para a 3º fase. Desse modo, as cidades de Machadinho D’Oeste, Nova Mamoré, Cujubim, Monte Negro, Alta Floresta D’Oeste, Nova Brasilândia D’Oeste e Presidente Médici permaneceram na segunda fase do plano. 

Com a nova atualização, os municípios que entraram para a lista e compõem a segunda fase do plano são, também: Porto Velho, Ariquemes, Jaru, Alto Paraíso, Vilhena, Cacoal, Rolim de Moura, Pimenta Bueno, Outro Preto do Oeste, Costa Marques, Chupinguaia e Santa Luzia D’Oeste. 

Ademais, há também os 33 municípios que compõem a terceira fase do plano de combate à pandemia. Entre esses estão Guajará-Mirim, Buritis, Candeias do Jamari, Campo Novo de Rondônia e Vale do Anari.

Além disso, Theobroma, Rio Crespo, Espigão D’Oeste, Cerejeiras, Alto Alegre dos Parecis, Cabixi e entre outros.

A lista completa com todos os municípios que estão incluídos na terceira fase do plano de ação do governo, pode ser encontrada no Diário Oficial

Para refazer a classificação dos municípios, dados como taxa de ocupação de leitos e novos casos de contaminação por Covid-19 foram analisados pelo  Sistema de Comando de Incidentes – Sala de Situação Integrada.

Segunda fase do plano de ação em Rondônia 

Nesta segunda fase do Plano Todos Para Rondônia, estão autorizados a funcionar restaurantes, lanchonetes e sorveterias. De acordo com o governo, ainda podem funcionar também papelarias, livrarias, lojas de eletrodomésticos e confecções, salões de belezas e barbearias.

Leia Mais: 3,5 empresas encerram atividades no comércio de Rondônia, aponta pesquisa

Mas, para que possam funcionar, é preciso que esses estabelecimentos cumpram com as medidas sanitárias estabelecidas. Dessa forma, é necessário a higienização diária de equipamentos, componentes, peças e utensílios em geral.

Também é preciso ter disponível álcool 70%, luvas, máscaras e equipamentos recomendados para higiene pessoal.Tanto para funcionários quanto para demais pessoas autorizadas. 

Lista completa dos serviços autorizados a funcionar na 2º fase:

  • corretoras de imóveis e de seguros;
  • concessionárias e vistorias veiculares;
  • concessionárias, locadoras, garagens e vistorias veiculares;
  • restaurantes, lanchonetes, sorveterias e afins para consumo no local;
  • academias de esportes de todas as modalidades;
  • shopping centers e galerias;
  • livrarias e papelarias;
  • lojas de confecções e sapatarias;
  • eletrodomésticos, móveis e utensílios;
  • equipamentos de informática e de instrumentos musicais;
  • relojoarias, acessórios pessoais e afins;
  •  lojas de máquinas e implementos agrícolas;
  • centro de formação de condutores e despachantes;
  • centro de formação de condutores, despachantes, emplacadoras e congêneres;
  • salões de beleza e barbearias;
  • atividades religiosas presenciais
  • pesca esportiva
  • comércio de insumos de estética e produtos de salão de beleza.

Mariana Cristina Rocha dos Santos é formada em Comunicação Social – Jornalismo pela Universidade Federal do Espírito Santo. Possui experiência em comunicação interna e externa no Teatro Carlos Gomes, espaço histórico-cultural capixaba. Além de produção para televisão, com pautas para programa de entretenimento, chamadas televisivas, spot para rádios e mídias sociais na TV Gazeta (afiliada à Rede Globo). Atualmente dedica-se à redação do Jornal O Norte.