Precisamos respeitar o ‘teto’ diz vice-presidente sobre o Renda Cidadã

O vice-presidente Hamilton Mourão, falou em entrevista sobre os gastos referentes ao programa Renda Cidadã, que vai substituir o programa de auxilio Bolsa Família, criado pelo ex-presidente Lula. O general afirmou que é preciso buscar alternativas para o financiamento do novo programa social.

Precisamos respeitar o 'teto' diz vice-presidente sobre o Renda Cidadã
Precisamos respeitar o ‘teto’ diz vice-presidente sobre o Renda Cidadã (Foto: Reprodução Google)

Nesta última terça-feira (6), o general Mourão falou sobre o programa Renda Cidadã e como o governo poderia organizar os gastos sem invadir o orçamento.

Ele diz que é preciso respeitar o teto e orçamento dos gastos, Mourão tem uma linha defendida pela equipe econômica do pais que visa alternativas para o financiamento respeitando os limites dos gastos do governo.

O corte de verbas em alguma áreas foi das propostas apresentadas pelo vice-presidente. Para Mourão, a iniciativa social deve passar pelo corte.

“Ou se corta recursos de alguma área ou se descobre uma nova forma de se obter esse recurso dentro dos limites que temos aí, ou seja, dentro da lei”, disse. O vice-presidente destacou o que o teto, regra fiscal que atrela o avanço das despesas à inflação, garante segurança ao mercado e credores internacionais… ” afirma.

Leia mais: Preço de cesta básica tem alta em 17 capitais brasileiras; confira

Mourão diz ainda que o teto de gastos é a âncora fiscal do Brasil, e por isso a importância de resguarda-la.

“A discussão está sendo travada. Temos problema fiscal sério. Temos que respeitar o teto de gastos, que é a âncora fiscal que o País tem hoje e que passa segurança não só para aqueles que emprestaram dinheiro para que o Brasil pudesse continuar a funcionar, como também para o mercado com um todo”, pontua.

O governo Bolsonaro e a realização do Renda Cidadã

Paulo Guedes, ministro da economia e Rodrigo Maia, presidente da câmara em Brasilia, também falaram sobre a necessidade do respeito ao teto do país, eles se reuniram em um jantar de articulação.

Está previsto para esta quarta-feira (7) a relação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Emergencial, realizada pelo senador Márcio Bittar, o relatoria do Renda Cidadã deve ser apresentado e anexado junto ao documento.

Apesar de alguns impasses entre os responsáveis pelo governo Bolsonaro, a ideia de que a atenção ao teto de gastos é importância é comum a maioria.

Larissa Luna é graduanda em Psicologia pela Faculdade Frassinetti do Recife (FAFIRE) e graduanda em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Como universitária, estuda analises de pesquisas feitas a partir de conceitos sociológicos e antropológicos em paralelo com a Psicologia. Atualmente dedica-se a redação do Jornal O Norte.