ProUni 2021: QUATRO regras que TODO estudante deve saber antes de fazer a inscrição

O Programa Universidade para Todos (ProUni 2021) é um programa estudantil que garante bolsas de estudo para os alunos que desejam ingressar nas instituições privadas. As bolsas são na modalidade integral ou parcial. Antes mesmo de concorrer a uma delas, é importante ter ciência sobre quatro informações que formalizam o programa.

ProUni 2021: QUATRO regras que TODO estudante deve saber antes de fazer a inscrição
ProUni 2021: QUATRO regras que TODO estudante deve saber antes de fazer a inscrição (Imagem: Montagem / Jornal O Norte)

Antes de o inscrito optar por este programa no ingresso ao ensino superior, é essencial que tenha em mente sobre o que é o ProUni, como funciona o processo de inscrição, quais bolsas são oferecidas e o calendário que informam sobre o período de inscrição e resultado dos selecionados.

Conceituando o ProUni, o Programa Universidade para Todos começou em 2004, no Governo do ex-presidente Lula, com a principal intenção de proporcionar maiores oportunidades aos estudantes. Ingressar no ensino superior sempre foi um dos maiores sonhos dos brasileiros e quanto menos burocrático for o processo, melhor para os alunos.

Desse modo, assim como o Sisu proporciona o acesso às instituições, o ProUni garante bolsas parciais ou integrais a depender da disponibilidade de vagas das instituições privadas. Este programa é destinado à estudantes que ainda não tem ensino superior, além disso professores que desejam uma segunda graduação também tem direito a se inscrever do ProUni.

Leia mais: MEC anuncia novas informações sobre o SISU 2021; confira detalhes do sistema de seleção

Para isso, o participante precisa ter conquistado no mínimo 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e não pode ter zerado a redação, que configura como sendo de caráter dissertativo-argumentativo.

As bolsas integrais precisam ser ocupadas por brasileiros que comprovem renda familiar de ate 1,5 salário mínimo por pessoa.

Já as parciais, os candidatos devem ter renda familiar no máximo de 3 salários mínimos. As bolsas parciais são aquelas que proporcionam desconto de 50% sobre o valor da mensalidade.

Para se inscrever, o candidato deve entrar no site oficial  do programa. O cadastro é realizado em um única etapa de forma gratuita. No momento de inscrição, o candidato pode escolher duas opções de curso.

O programa conta ainda com política de cotas. Candidatos deficientes, que se autodeclaram pretos, pardos ou indígenas podem se inscrever na modalidade de políticas afirmativas.

No resultado, o programa libera a lista dos pré-selecionados. Esta é a fase em que o estudante precisa comprovar as informações ditas no site de forma presencial. É preciso que sejam apresentados os documentos, comprovante de renda da família e todos os dados requeridos junto ao site.

O ProUni tem um total de duas chamadas. Caso não selecionado, o estudante pode demonstrar interesse pela participação na lista de espera. A cada desistência ou não comprovação dos documentos, um candidato é eliminado e a vaga segue para o candidato posterior da lista.

Leia mais: Enem 2020: Saiba QUEM poderá realizar a prova em fevereiro de 2021

Calendário do ProUni

Como a prova do Enem vai acontecer depois do calendário do ProUni, as notas usadas pelos estudantes serão da edição anterior do Enem, a que se refere ao ano de 2019. Confira datas:

ProUni 2021: QUATRO regras que TODO estudante deve saber antes de fazer a inscrição
ProUni 2021: QUATRO regras que TODO estudante deve saber antes de fazer a inscrição (Imagem: Reprodução/Google)

 

Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do Jornal O Norte traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.