Reservatórios do Nordeste têm capacidade reduzida para 56,2% e acendem alerta

Os reservatórios do Nordeste têm capacidade reduzida para 56,2% e acendem alerta. Em todo o país, a redução das chuvas prejudicam as hidrelétricas e a população pode sofrer os impactos negativos. Todas as usinas sofreram redução e agora a ONS segue em alerta!

Reservatórios do Nordeste têm capacidade reduzida para 56,2% e acendem alerta (Foto: Reprodução Google)
Reservatórios do Nordeste têm capacidade reduzida para 56,2% e acendem alerta (Foto: Reprodução Google)

Com uma queda na quantidade de chuvas reduzidas, o Nordeste sofre com baixa nos reservatórios de energia. Atualmente, ele atua com a capacidade de 56,2%, o que deve gerar impacto nas contas de luz e energia da população.

A diminuição foi de aproximadamente 0,2 pontos percentuais na quarta-feira passada, em 22 de julho. O valor é comparado através do boletim do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Especula-se que a energia retida é de 29.015 MW mês e ENA de 1.570 MW med, valor diz respeito a 42% da MLT.

Na Bahia, a hidrelétrica de Sobradinho marca aproximadamente 54,34% de reservatório de água. Para o Norte do país, a situação também requer alertas, os reservatórios trabalham com a capacidade de 80,8% da capacidade total, e do mês passado para hoje, a redução também foi de 0,2 p.p.

A energia armazenada na região marca 12.259 MW mês e ENA de 3.812 MW med, o que é referente a 73% da MLT. A usina hidrelétrica de Tucuruí marca aproximadamente 97,33% da capacidade.

Na última segunda-feira (26), todos os subsistemas apresentaram uma redução significativa em seus níveis. O boletim do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) é o responsável por marcar os níveis de controle. A região Norte e Nordeste apresentam os mesmos números de redução.

Em energia armazenada, a indicação está em 28.750 MW no mês e já a pontuação da energia natural afluente os valores estão entre 1.600 MW med. Os números correspondem a 42% da MLT.

Leia também: Natal suspende aplicação da vacina contra COVID-19 nesta terça-feira (27)

Redução nos reservatórios do Sul e Sudeste

Como foi dito, a redução dos níveis das hidrelétricas são uma alerta em todo o país, e para a região Sul e Sudeste a realidade é ainda mais alarmante. As usinas do Sudeste e Centro Oeste operam com aproximadamente 26,6% do armazenamento da capacidade total.

Os números apontam  54.097 MW mês e a ENA com 14.558 MW med, finalizando com 61% da MLT.

As usinas de Frunas e São Simão, admitem aproximadamente 25,65% e 21,24%, respectivamente.

Para a região Sul do país, onde três estados são contemplados, a maior queda foi apresentada. Cerca de 0,8 p.p nas usinas e agora elas operam em aproximadamente 52,6%. A retenção é de 10.457 MW mês e ENA aponta 2.610 MW med, correspondendo a 42% da MLT.

Nessa região, as responsáveis pelo armazenamento são G.B Munhoz  com 51,90%  e Passo Fundo com 58,77%  de energia armazenada.

Larissa Luna é graduanda em Psicologia pela Faculdade Frassinetti do Recife (FAFIRE) e graduanda em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Como universitária, estuda analises de pesquisas feitas a partir de conceitos sociológicos e antropológicos em paralelo com a Psicologia. Atualmente dedica-se a redação do Jornal O Norte.