Réveillon 2021 em drive-in? Roraima terá virada de ano diferenciada

A esperada festa de Réveillon 2021 promovida pelo Governo de Roraima será no estilo drive-in por causa da pandemia do novo coronavírus, que impede a reunião presencial de um grande número de pessoas em um mesmo local. A queima de fogos no Centro-Cívico de Boa Vista também será transmitida ao vivo pelas redes sociais e poderá ser acompanha de dentro do carro ou de qualquer lugar com acesso a internet.

Réveillon 2021 em drive-in? Roraima terá virada de ano diferenciada
Réveillon 2021 em drive-in? Roraima terá virada de ano diferenciada. (Imagem: Pixabay)

Em razão da pandemia do novo coronavírus, não haverá festa no Parque Anauá. A programação do Réveillon 2021 no Centro de Boa Vista também inclui um culto ecumênico, 10 minutos de fogos e mensagem do governador Antonio Denarium (sem partido). A Secretaria Estadual de Comunicação informou que fará a transmissão para evitar aglomeração de pessoas.

Programação diferenciada em Roraima

Para comemorar o Natal, o governo promoveu uma Cantata, em frente ao Palácio Senador Hélio Campos, sede do executivo estadual. O espetáculo teve uma hora de duração e também foi transmitido pelas redes sociais do governo, com direito a apresentação do coral da escola de música e da banda da Polícia Militar.

Embora já tenha definido que não haverá festa no Parque Anauá, o governo informou que a programação do réveillon ainda não foi totalmente definida. Por enquanto, a equipe avalia um novo formato em função da curva ascendente de contágio do vírus.

Leia mais: Réveillon 2021: Saiba qual é a região MAIS procurada pelos turistas neste ano novo

A festa no Parque Anauá é famosa em Roraima. No ano passado, chegou a reunir 50 mil pessoas, com queima de fogos de oito minutos. Na virada de ano de 2018 para 2019 a festa de Réveillon também foi cancelada, em razão da crise financeira enfrentada pelo estado. Na época, Denarium estava como interventor federal no lugar da governadora afastada, Suely Campos (PP).

Outras capitais cancelaram as festas de final de ano em razão do aumento de casos de Covid-19. Em Pernambuco, os municípios de Caruaru, Petrolina e Tamandaré cancelaram toda a programação prevista para a virada.

No Ceará, um decreto estadual estabelece que a ocupação dos hotéis não passe de 60% do limite.

Na capital do Rio Grande do Norte, grandes festas particulares foram canceladas depois de um decreto municipal que suspendeu festividades.

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.