Segundo turno das eleições 2020 no Recife marca briga forte entre primos; entenda

A disputa para a prefeitura de Recife está acirrada no segundo turno das eleições 2020. Os candidatos João Campos (PSB) e Marília Arraes (PT) se enfrentaram em um debate e debateram suas ideias e propostas para a capital. O embate foi organizado pela Rádio Jornal e transmitido ao vivo na manhã desta quinta-feira (19).

Segundo turno das eleições 2020 no Recife marca briga forte entre primos; entenda
Segundo turno das eleições 2020 no Recife marca briga forte entre primos; entenda. (Imagem: Google)

Os candidatos, que são primos, trocaram farpas e trataram de temas como educação, saúde, mercado de trabalho, habitação, entre outros. A primeira rodada da pesquisa Ibope/JC/Rede Globo para o segundo turno, divulgada na quarta-feira (18), aponta liderança de Marília, com 45% das intenções de voto. João Campos tem 39%.

Veja como foi o debate dos candidatos em Recife nestas eleições

No primeiro bloco, cada postulante teve dois minutos para dizer os motivos pelos quais está preparado para gerir a capital de Pernambuco. Eles destacaram, as atividades de campanha e o compromisso com a cidade. No primeiro turno, João Campos recebeu 29,17% dos votos, enquanto a petista teve 27,95%. Eles também citaram o enfrentamento à pandemia e a retomada econômica.

No segundo bloco, os candidatos fizeram perguntas entre si, com tema livre. A petista iniciou apontando que a saúde é um dos maiores problemas do Recife e perguntou como a gestão de Campos pretende e lidar com a área. O candidato João disse que a proteção da saúde será prioridade do governo municipal e citou algumas ações previstas no plano de governo.

Leia mais: Eleições 2020: Veja a lista completa dos prefeitos eleitos em Pernambuco

Na réplica, Marília disse que as pessoas não acreditam mais em promessas do PSB e que o atual prefeito não resolveu problemas básicos da demanda. Segundo ela, a estrutura existe, mas não funciona ou está sucateada. Na tréplica, Campos também criticou o partido da candidata, que foi contra a construção de algumas obras.

João Campos tem 26 anos, é engenheiro civil e deputado federal. Ele tem o apoio do governador do Estado, Paulo Câmara (PSB), e do prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB). Marília, 36, é advogada e deputada federal, além disso já foi vereadora em Recife por três vezes. O segundo turno das eleições será em 29 de novembro.

 

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.