Tarifas de ônibus sofrem reajuste a partir de fevereiro no Grande Recife

A partir do dia 5 fevereiro as tarifas de ônibus na Região Metropolitana do Recife terão aumento. De acordo com a Grande Recife Consórcio de Transporte Metropolitano (GRCTM) todas às mudanças estão pautadas em manter à sustentabilidade do sistema.

Tarifas de ônibus sofrem reajuste a partir de fevereiro
Tarifas de ônibus sofrem reajuste a partir de fevereiro (Imagem: Reprodução UOL Notíciais)

Reajuste na tarifa

Os ônibus na Região Metropolitana do Recife, a passagem do anel A passará a custar R$ 3,75 enquanto que o anel B terá o preço reajustado para R$ 5,10.

Entretanto, em horários sociais, fora do horário de pico, o Consórcio Grande Recife irá implementar uma tarifa mais baratas. O horário social será dás 9h às 11h pela manhã e 13h30 às 15h30 na parte da tarde.

Leia mais: Santander realiza feirão de imóveis com descontos de até 70%

Sendo assim, o valor da passagem passa dos atuais R$ 3,45 para R$ 3,35 no anel A, e de R$ 4,70 para 4,60 no Anel B.

Conforme divulgado pela nota oficial do consórcio, “Desde o início da pandemia, o STPP vem sofrendo com a redução sistemática de demanda, que atualmente representa 60% da que existia em março/2020. A partir dos esforços do Governo do Estado, a oferta de serviços vem sendo mantida sempre proporcionalmente maior, pelo menos 10% a mais que a demanda“.

Mesmo que a revisão seja aprovada, a Região Metropolitana do Recife continuará a ter uma das passagens mais baratas do país, em comparação a outras capitais. Recife ficaria na 5ª posição, mesmo considerando o valor da hora de pico. Vale destacar que nenhuma das quatro cidades com tarifas mais módicas iniciou o processo de discussão tarifária em 2021”, em nota emitida pelo consórcio.

Leia mais: IPTU: Como conseguir DESCONTOS no pagamento em Jaboatão, Recife e Olinda

Manutenção

Com o reajuste das tarifas, 155 veículos passarão por manutenções. Além do mais, com a manutenção dos esforços fiscais do Governo do Estado por meio de políticas de subsídios, esse aumento de oferta será superior a 200 veículos nos próximos meses.

O comunicado ressalta que, “Mesmo com todo o quadro de dificuldades econômicas e fiscais, o Governo tem feito um grande esforço para manter subsídios, como o do diesel, passe livre estudantil, transporte complementar e na gestão do próprio STPP, para evitar que a passagem alcance valores mais altos, como acontece em outros estados. Além disso, está intensificando as ações de melhoria da estrutura que serve ao transporte, com intervenções nos terminais e estações e de segurança para a população“.

Mariana Castro é formada em Pedagogia pela Universidade Brás Cubas em Mogi das Cruzes – SP. Atualmente trabalha como professora na rede privada de ensino e dedica-se a redação do Jornal O Norte.