Tire suas dúvidas e saiba a ordem dos votos nas eleições 2020

Nas eleições deste ano os cidadãos poderão escolher prefeito e vereadores. Ou seja, serão dois votos para digitar na urna eletrônica e um total de sete números para decorar. Os candidatos ao cargo de vereador possuem um número de cinco dígitos e os candidatos a prefeito, dois. Confira qual a ordem de votação e como será o pleito de 2020.

Tire suas dúvidas e saiba a ordem dos votos nas eleições 2020
Tire suas dúvidas e saiba a ordem dos votos nas eleições 2020. (Imagem: O Norte)

Por conta da pandemia do novo coronavírus, as eleições serão um pouco diferentes. As datas de votação foram adiadas para novembro, sendo que o primeiro turno será no dia 15 de novembro e o segundo turno no dia 29 de novembro. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ainda está decidindo se vai estender o horário de votação para evitar aglomerações.

Informações sobre as eleições 2020

Para votar, é necessário levar um documento oficial com foto, como carteira de identidade, passaporte, carteira de categoria profissional, certificado de reservista, carteira de trabalho, RG ou a CNH. É importante estar com o título de eleitor ou e-Título, que possui as informações sobre zona e seção eleitoral.

Na hora de votar, o primeiro campo que aparece na urna é para vereador e o segundo para prefeito. Apesar de existir mais de uma vaga para vereador, cada eleitor poderá votar apenas em um candidato ou na legenda partidária. Depois de confirmar os dois votos, o eleitor estará liberado e deve sair o mais rápido possível do local de votação.

Leia mais: Eleições 2020: TSE divulga novas datas e ajusta normas para eventos eleitorais.

Para garantir a segurança de eleitores e mesários, o TSE está definindo um protocolo de segurança com materiais e equipamentos necessários, como álcool gel, máscaras e face shield. O órgão também vai providenciar marcadores adesivos no chão para o distanciamento social nas filas, papel toalha e álcool para todos os eleitores.

No dia das eleições não é permitido usar celular, máquina fotográfica ou outro dispositivo que prejudique o sigilo do voto; distribuir propaganda eleitoral; realizar comícios e passeatas; alto-falantes ou amplificadores de som usar camisetas padronizadas, broches e adesivos em grupo. Os eleitores podem levar uma cola com os números dos candidatos para a urna de votação.

Facebook Comments

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.