UFBA toma decisão sobre retorno das aulas presenciais em 2021

O Ministério da Educação (MEC) anunciou a data para que as universidades federais retomassem as atividades presenciais: o prazo ficou determinado para o dia 04 de janeiro de 2021. Contudo, alguns reitores das instituições não concordam com tal decisão. A Universidade Federal da Bahia (UFBA), por exemplo, disse que a instituição não retornará as aulas presenciais na data estabelecida pelo governo.

UFBA toma decisão sobre retorno das aulas presenciais em 2021
UFBA toma decisão sobre retorno das aulas presenciais em 2021 (Imagem: Reprodução Google)

O reitor da UFBA, João Carlos Salles, anunciou a decisão e informou que a universidade não terá aulas presenciais na data fornecida pelo MEC. A instituição suspendeu as atividades presenciais desde o dia 18 de março de 2020, início da pandemia, com o intuito de contribuir para não propagação da Covid-19 e combater o avanço da doença.

Tanto as atividades acadêmicas quanto administrativas foram suspensas seguindo as recomendações da OMS- Organização Mundial da Saúde. A decisão foi tomada de forma pensada e conjunta com outras instituições de ensino superior da Bahia.

Leia mais: UFBA sofrerá corte de 30 mi em 2021 e terá o menor orçamento da última década

Entre as atividades que foram temporariamente suspensas são: as bibliotecas, assistência estudantil, editais, concursos, ingresso de indígenas, progressão do BI (Bacharelado Interdisciplinar), creche da instituição, atividades aos quilombolas, pessoas trans, aldeados, atendimentos laboratoriais, estágios no hospital universitário, atividades de campo, entre outras.

No dia 21 de julho, a Consepe (Conselho Superior de Ensino e Extensão) da UFBA anunciou o início do semestre letivo remoto com aulas virtuais. O intuito foi de preservar a saúde dos discentes, docentes e profissionais como um todo e, ao mesmo tempo, continuar seguindo as recomendações dos profissionais de saúde do país.

Em novembro, nos dias 23 e 27, a Consuni (Conselho Universitário), reuniu e estudando prós e contras de um retorno presencial, avaliou que seria inviável uma volta aos campis da universidade. Decidiu, portanto, que a instituição vai seguir mais um semestre letivo online. O próximo semestre tem data prevista para 22 de fevereiro a 12 de junho e portanto não acatará a decisão do MEC para retomada presencial das aulas.

Leia mais: Quadrilha comete FRAUDE em benefícios do INSS na Bahia; saiba como se proteger

Em nota à UOL, o reitor afirma:

“É um absurdo completo. Aqui na Bahia há um ditado: ‘pense um absurdo. Na Bahia, tem precedente’. Na verdade, hoje, o absurdo está vindo de Brasília. Nossa resolução define que o próximo trimestre será não presencial com a possibilidade de atividades presenciais contanto que não seja colocada em risco a vida de nossa comunidade”.

 

Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do Jornal O Norte traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.