Universidade Federal de Alagoas anuncia retomada gradativa das atividades

A retomada de aulas da Ufal (Universidade Federal de Alagoas) acontecerá a partir do dia 13 de outubro de forma remota para os cursos de graduação. Decisão foi anunciada na última segunda-feira (14) com a elaboração de um calendário para o Período Letivo Excepcional (PLE).

Universidade Federal de Alagoas anuncia retomada gradativa das atividades(Foto: Reprodução/EPTV)
Universidade Federal de Alagoas anuncia retomada gradativa das atividades(Foto: Reprodução/EPTV)

Até o dia 30 de setembro, os Colegiados de Curso terão que elaborar propostas de oferta acadêmica para o período. A partir do dia 28 de setembro, cursos de capacitação para o ensino remoto também serão ofertados pelo Programa de Formação Continuada em Docência do Ensino Superior (Proford).

A coordenadora do Proford, Vera Pontes, informou ao portal GazetaWeb que esses processos formativos fazem parte da continuidade prática docente mediada pelo digital, sendo elaborado com a participação da comunidade de docentes da Ufal.

“O objetivo desse planejamento participativo é o foco nas necessidades reais identificadas pelo professor para a realização de Atividades Acadêmicas Não Presenciais [AANP]”, destacou.

Os discentes que não puderem desenvolver as ANPPs não terão registros de reprovação no histórico escolar, a matrícula é facultativa.

O retorno está previsto para os quatro campi da Ufal e suas respectivas unidades de ensino. A ideia do GT Graduação foi incluir todos os sábados do período como letivos.

Leia mais: SEFAZ AL anuncia retorno das atividades presenciais na próxima segunda (21)

De acordo com o pró-reitor de Graduação Amauri Barros, as atividades serão ao vivo e realizadas nos horários regulares dos alunos. A orientação é que eles cumpram uma média de 18 horas síncronas de aula por semana, sendo três disciplinas para totalizar a carga indicada.

Acesso digital e inclusão na Universidade Federal de Alagoas

Ufal manteve até terça-feira (15) um edital para que estudantes em perfil de vulnerabilidade socioeconômico se cadastrassem para ter acesso à internet. Alunos com renda per capita até um salário mínimo e meio mensal puderam se cadastrar para concorrer a um recebimento de pacotes de dados de internet.

Além da inclusão digital, a resolução também prevê que o docente utilize ferramentas inclusivas para alunos com deficiências e/ou transtornos.

Aulas suspensas

As aulas presenciais e todas as atividades acadêmicas da Ufal estavam suspensas desde março devido à pandemia do coronavírus.

Jornalista graduada pela FAPCOM (Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação). Foi repórter do site MigraMundo e Startupi, atuou na comunicação de ONG e em assessoria de imprensa. Atualmente trabalha como jornalista freelancer e redatora do Jornal O Norte.