4 milhões de brasileiros recebem hoje (17) mais uma parcela do auxílio emergencial

Nesta segunda-feira (17) tem início o pagamento de mais uma parcela do Auxílio Emergencial. Dentre os beneficiários estão os nascidos em setembro que recebem a 4ª parcela do benefício.

4 milhões de brasileiros recebem hoje (17) mais uma parcela do auxílio emergencial
4 milhões de brasileiros recebem hoje (17) mais uma parcela do auxílio emergencial (Imagem: Reprodução Google)

Entre os favorecidos nessa etapa também estão:

  • As pessoas que ainda não receberam a primeira parcela, totalizando 97 mil;
  • Os brasileiros que receberam a primeira parcela em abril, mas tiveram seu benefício suspenso.

Amanhã (18), os beneficiários do Bolsa Família receberão o pagamento do Auxílio Emergencial. Esta será a quinta e última parcela para esse grupo.

Nessa etapa, cerca de 4 milhões de pessoas receberão o benefício, que será creditado em conta virtual. Os beneficiados serão os nascidos em setembro.

Vale ressaltar que muitas contas foram bloqueadas por suspeita de fraude, seja por problemas com o CPF ou por pendência de documentação.

É importante que o beneficiário primeiramente tente o acesso pelo:

Essas medidas devem ser tomadas para regularizar a situação, caso precise, e, só depois buscar ajuda nas Agências.

Nesse primeiro momento, será possível apenas a realização de pagamentos virtuais com os R$ 600,00.  E somente em 5 de setembro que os beneficiários desse lote de pagamento poderão efetuar transferências e saques.

Leia mais: Auxílio emergencial pode ser prorrogado até março de 2021

Veja quem recebe o benefício nessa Segunda:

  • Aprovados no 1º lote recebem a quarta parcela;
  • Do 2º lote recebem a terceira parcela;
  • Os aprovados do 3º e 4º lotes recebem a segunda;
  • Aprovados no 5º e 6º lotes recebem a primeira parcela;
  • Aprovados no 1º lote, cujo benefício foi suspenso, recebem a terceira e quarta parcelas.

O que é o Auxílio?

“O Auxílio Emergencial é um benefício financeiro destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, e tem por objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do Coronavírus – COVID 19”, segundo o aplicativo Caixa Tem.

Pesquisas apontam que com esse subsídio 23,5 milhões de pessoas não caíram na linha de pobreza.

De acordo com assessores, a atual presidência pensa em ampliar o auxílio e transformá-lo no Renda Brasil. O planejamento é para que ocorra no próximo ano. Porém, ainda estão sendo estudadas o valor pago de modo que não comprometa a economia nacional.

Facebook Comments

Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha com professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora do jornal O Norte.