800 mil novos cadastros foram aprovados para o Auxílio Emergencial

Um novo lote de pagamento do Auxílio Emergencial inclui 805.318 pedidos aprovados. Os requerimentos foram feitos por meio do aplicativo e site e encaminhados para a Caixa Econômica Federal pela empresa Dataprev, que faz o cruzamento de dados dos trabalhadores que solicitam o pedido do Auxílio Emergencial.

800 mil novos cadastros foram aprovados para o Auxílio Emergencial
800 mil novos cadastros foram aprovados para o Auxílio Emergencial. (Imagem: Google)

Os solicitantes podem conferir os resultados dos requerimentos no portal de consultas da Dataprev. A Caixa e o Ministério da Cidadania ainda não informaram qual a previsão de pagamento para os novos aprovados.

Atualmente, 903.719 pessoas estão com cadastros “inconclusivos” nos sistemas e ainda podem complementar as informações pessoais. Outros 123.007 cadastros estão em processamento.

Com o novo lote de aprovados, o número de beneficiários aptos a receber o Auxílio Emergencial chegou a 66,9 milhões, incluindo os três grupos do programa: informais, 37,22 milhões; contemplados pelo Bolsa Família, 19,22 milhões, e do Cadastro Único, 10,49 milhões. Desde o início do programa, foram processados 150,5 milhões de requerimentos. Do total, 99,92% de pedidos foram finalizados.

Calendário de pagamentos do Auxílio Emergencial

O pagamento da quarta parcela do Auxílio Emergencial começou nesta terça-feira (27), para 1,9 milhão beneficiários do Bolsa Família.

Para inscritos no Cadastro Único e no aplicativo que receberam o primeiro valor até 30 de abril, a parcela foi paga na semana passada, no dia 22. Os demais aprovados também receberam nesta data.

O calendário de pagamentos segue o mês do aniversário dos beneficiários, com parcelas até 26 de agosto. A situação do Auxílio Emergencial pode ser consultada pelo aplicativo ou pelo site auxilio.caixa.gov.br.

Leia mais: Problemas com o Caixa Tem? Veja como liberar conta bloqueada do auxílio emergencial.

Bloqueio de contas por fraudes

A Caixa Econômica bloqueou centenas de milhares de contas da poupança digital, movimentadas pelo Caixa Tem e usadas para o crédito do auxílio por suspeita de fraudes no recebimento.

De acordo com o Ministério da Cidadania, 1.303.127 milhão de CPFs foram enviados à Caixa para bloqueio e verificação por suspeita de fraudes.

Segundo o presidente do banco, Pedro Guimarães, a maioria das contas bloqueadas foram utilizadas por hackers. As contas bloqueadas foram divididas em dois grupos – fraudes propriamente ditas, que correspondem a 51% do total, e inconsistências cadastrais, 49%.

Para regularizar a situação, é preciso enviar a documentação requerida pelo aplicativo, no caso de inconsistências e liberar o acesso, ou comparecer a uma agência bancária.

Facebook Comments

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.