Aneel libera desconto de 0,39% na conta de energia dos maranhenses

2,5 milhões de consumidores residenciais serão beneficiados pelo reajuste negativo aprovado na última terça-feira (25). O desconto é conhecido como Conta Covid.

Aneel libera desconto de 0,39% nas contas de energia dos maranhenses
Aneel libera desconto de 0,39% na conta de energia dos maranhenses. (Fonte:Google)

Conta mais barata

Enquanto no Amazonas a conta de luz sofrerá reajuste e se tornará a mais cara do Brasil, o Maranhão vai na contramão. Isso porque o reajuste aprovado para a Equatorial Energia Maranhão   foi negativo em –0,39%. A Conta Covid ajudou amenizar os juros.

O reajuste ficou assim estabelecido:

Conta Covid

A Conta-Covid  foi criada de forma conjunta pelo:

Em junho desse ano, a ANEEL aprovou essa medida com a finalidade de reduzir os efeitos da pandemia nas contas de luz.

A iniciativa prevê que as empresas fornecedoras de energia possam pegar empréstimos bancários para diminuir os aumentos das tarifas de energia.

Para o consumidor, a Conta-Covid busca amenizar a alta das tarifas de energia elétrica. Sem esse protocolo, as localidades beneficiadas pela Usina de Itaipu (ao todo 16 municípios), por exemplo, sofreriam bastante, pois o reajuste nesses locais é efeito com base na variação do dólar.

Baixa tenção

Consumidor de baixa tensão é aquele que consome 1000V em tensão alternada e 1500V em tensão contínua.

São quatro grupos:

Leia mais: Energia mais cara no Amazonas; tarifa vai sofrer aumento de quase 9%

O Diretor da Aneel, Sandoval Feitosa, aponta para o contexto em que estamos vivendo nesse momento e para o impacto dessa redução na vida de milhares de maranhenses.

“A conta de energia elétrica tem um grande impacto no orçamento dos consumidores residenciais, e principalmente das famílias de baixa renda. A redução trará grandes benefícios para a população do estado ”.

Feitosa também é o relator do processo que suspendeu o corte da energia de consumidores inadimplentes durante os meses de maio a julho.

Amanda Castro é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP).