Auxílio emergencial: Governo do Amazonas anuncia benefício de R$ 600

O estado do Amazonas anunciou a criação de um auxílio emergencial no valor de R$600 e que será destinado a famílias em situação de extrema pobreza a partir de fevereiro.

Auxílio emergencial: Governo do Amazonas anuncia benefício de R$ 600 (Imagem: Reprodução / Google)

Cerca de 100 mil famílias em condições de vulnerabilidade social, com quatro ou mais membros, chefiadas por pessoas maiores de 18 anos, e que já estavam inseridas no Cadastro Único para programas sociais do governo federal, como o Bolsa Família, serão beneficiadas. 

A seleção está sendo realizada por técnicos da secretaria estadual de Assistência Social e do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza.

Já a partir da próxima segunda-feira (1º), psicólogos e assistentes sociais irão até as residências das famílias contempladas entregar os cartões magnéticos com os quais os beneficiários poderão movimentar os recursos.

Leia mais: Santander realiza feirão de imóveis com descontos de até 70%

Segundo o governador do Amazonas, Wilson Lima, o auxílio financeiro é designado à compra de alimentos, produtos de higiene e de limpeza para minimizar os impactos da pandemia. 

Ela deve ser feita diretamente nos supermercados, sem a necessidade de fazer saque do valor.

Calendário de pagamento 

  • 1ª parcela – começo do mês de fevereiro
  • 2ª parcela – no final do mês de fevereiro
  • 3ª parcela – mês de março

O Governo do Estado vai disponibilizar o acesso ao site www.auxilio.am.gov.br para consulta sobre os parâmetros escolhidos na permissão do benefício. 

Para saber se se encaixa nos critérios, a consulta pode ser feita a partir de 1º de fevereiro, bastando informar o número do CPF e a data de nascimento. 

No portal também será possível verificar quais os estabelecimentos credenciados para uso do cartão.

Crise no Amazonas

O Amazonas corre o risco de um novo colapso no fornecimento de oxigênio no Estado, caso a demanda diária, que hoje é superior a 80 mil m3 por dia, aumente nos próximos dias. 

De acordo com a única produtora de oxigênio no Estado, a White Martins, nos últimos cinco dias, a empresa atingiu o limite máximo de entrega no Estado, que foi de 80 mil m3 diários do produto, duas vezes e meia a capacidade de produção, que é de 30 mil m3 por dia.

Para quem não lembra, no último dia 14, os hospitais de Manaus entraram em colapso por causa da falta de oxigênio e muitos pacientes morreram asfixiados. 

O Amazonas recebeu remessas de cilindros enviados por doações, muitas delas articuladas pelas redes sociais de famosos. 

Alguns estados brasileiros também receberam pacientes vindos do estado para dar suporte.