Carnaval 2021 CANCELADO em Cuiabá? Prefeitura toma decisão

Assim como ocorreu no Maranhão e Rio de Janeiro, a prefeitura de Cuiabá, no Mato Grosso, proibiu qualquer evento relacionado ao Carnaval 2021 após um aumento significativo no número de casos da Covid-19 no município.

Carnaval 2021 CANCELADO em Cuiabá? Prefeitura toma decisão
Carnaval 2021 CANCELADO em Cuiabá? Prefeitura toma decisão (Imagem / Reprodução Google)

De acordo com o decreto, está cancelada a realização de eventos carnavalescos nas datas de 15 e 16 de fevereiro de 2021. O decreto ainda transforma as datas 15, 16 e 17 em dias úteis e não em ponto facultativo.

A determinação foi divulgada nesta segunda-feira (25) e assinada pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). Dessa forma, o horário de trabalho no serviço público municipal funcionará normalmente. 

Segundo a prefeitura, a festa, que é uma tradição no país, revela uma probabilidade de alta transmissibilidade e risco de agravamento do atual quadro de saúde pública vivenciada, decorrente da pandemia do novo coronavírus.

Entidades de classes como CDL, Fecomércio e FIEMT foram consultadas e sinalizaram favoravelmente a decisão do prefeito.

Leia mais: Imposto de Renda 2021: CINCO informações importantes ANTES de fazer a declaração

Decreto sobre o Carnaval 2021

O decreto assinado por Emanuel Pinheiro informa o seguinte:

“CONSIDERANDO que o artigo 196 da Constituição Federal reconhece a saúde como um direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doenças e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação (…)

Fica determinada a proibição de realização de festejos e eventos carnavalescos no âmbito do Município de Cuiabá, outrora programados para ocorrer nas datas de 15 e 16 de fevereiro de 2021.”

Denúncias no Carnaval e semelhantes

As autorizações para realização de eventos privados também foram proibidas. 

Por isso, no atendimento das denúncias relativas ao não cumprimento das disposições integradas no decreto, o Município disponibiliza os seguintes canais de comunicação: Disque Silêncio (fone: 99341-3000) e Polícia Militar (fone: 190).

Já a fiscalização será efetuada pelas secretarias municipais de Ordem Pública, de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano Sustentável, de Mobilidade Urbana (Semob), Vigilância Sanitária, além da Polícia Militar (PM).

Leia mais: INSS pede que servidores integrem grupo prioritário da vacinação contra Covid-19

Vacinação 

A capital de Mato Grosso deu início à vacinação no dia 19 de janeiro e segue uma ordem de propriedade. 

  • 1ª estão os Trabalhadores da Área da Saúde, população acima de 60 anos institucionalizados, indígenas aldeados, população de 75 a 79 anos.  
  • 2ª está a população de 70 a 74 anos, de 65 a 69 anos, 60 a 64 anos. 
  • 3ª está pessoas com comorbidades, diabetes, mellitus, hipertensão, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, cardiovasculares e cerebrovasculares. Indivíduos transplantados de órgão sólido e anemia falciforme. 
  • 4ª por fim, os Trabalhadores da educação ensino básico, ensino superior, trabalhadores do sistema de privação de liberdade, forças de segurança e salvamento e forças armadas.