Eleição 2020: Amapá começa a se preparar para primeiro turno; conheça os candidatos

O estado do Amapá anunciou que inicia, nesta terça-feira (1º), a preparação dos aparelhos para as eleições 2020,  com ações de segurança, como lacração e carregamento das urnas eletrônicas. O Tribunal Regional Eleitoral do estado destacou que o primeiro turno das eleições 2020 acontece no primeiro domingo de dezembro, dia 6, após adiamento por causa do apagão que deixou 13 dos 16 municípios no escuro.

Eleição 2020: Amapá começa a se preparar para primeiro turno; conheça os candidatos
Eleição 2020: Amapá começa a se preparar para primeiro turno; conheça os candidatos (Imagem: Montagem / Jornal O Norte)

Ao todo, 292.721 eleitores estão propícios para o voto nestas eleições no Amapá. A preparação das urnas acontecem em dois locais:

  • No primeiro dia, a cerimônia será na 2ª Zona Eleitoral, na Sala das Urnas;
  • Nos dias subsequentes, 2 e 3 de dezembro, a preparação será realizada às 8h da manha na 10ª Zona Eleitoral.

A cerimônia inicialmente foi marcada para o dia 3 de novembro. Entretanto, em virtude do apagão, o processo foi adiado.

Leia mais: Trabalha na área cultural? Saiba como ganhar até R$ 20 mil em premiação no Amapá

Para este primeiro turno, 850 urnas serão preparadas para a votação. Dentre os procedimentos realizados, estão a anexação de dados dos eleitores e candidatos em cada seção.

Antes do processo de lacração eletrônica, a memória flash das urnas recebem os dados, segundo o TRE do estado. Este momento acontece com o principal intuito de garantir não apenas a veracidade e a segurança do processo eleitoral.

Candidatos à prefeitura do Macapá

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, dez candidatos vão disputar as urnas neste primeiro turno em Macapá, capital do Amapá. São eles:

  • Capi: Coligação Frente Macapá Solidária-Rede/PSB;
  • Cirilo Fernandes: PRTB;
  • DR Furlan: Coligação De coração por Macapá (Cidadania/MDB/PMN);
  • Gianfranco: PSTU;
  • Guaracy: Coligação Deus, Pátria e Família- (PSL/Patriota);
  • Haroldo Iram: PTC;
  • Josiel: Coligação Macapá em Primeiro Lugar PDT/PSC/PL/PV/PSDB/Solidariedade/PROS/Avante/ Republicanos/PP/DEM);
  • Patrícia Ferraz: Podemos;
  • Paulo Lemos: PSOL;
  • Professor Marcos: PT.

Leia mais: Apagão no Amapá chega ao FIM após 22 dias no escuro, diz governo

Apagão no Amapá

A mudança na data de votação no estado ocorreu devido aos apagões que começaram no dia 3 de novembro. A razão se deu em virtude de um incêndio no transformador e dois blecautes totais. O Amapá passou por 22 dias de fornecimento de energia em modelo de fornecimento de rodízio.

A ausência de abastecimento de energia fez com que o estado sofresse um caos coletivo. Além dos problemas da distribuição de energia, mesmo em formato de rodízio, a população sofreu com falta de abastecimento de água, alimentos, internet, serviços de telefonia, entre outros.

Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do Jornal O Norte traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.