Eleições 2020: DEM e PDT estudam a possibilidade de parceria em Salvador-BA

Os partidos DEM e PDT estão elaborando uma aliança para as eleições 2020 que pode se estender para o próximo pleito, em 2022. A ideia é oferecer uma terceira via, entre lulismo e bolsonarismo. A parceria deve compor uma chapa para a candidatura do atual vice-prefeito, Bruno Reis (DEM). O cargo de vice deve ficar com Ana Paula Matos, advogada e secretária municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza, do PDT.

Eleições 2020: DEM e PDT estudam a possibilidade de parceria em Salvador-BA
Eleições 2020: DEM e PDT estudam a possibilidade de parceria em Salvador-BA (Imagem: Divulgação)

A aliança para as eleições deste ano será confirmada nesta semana, durante as convenções partidárias. O acordo entre os Democratas e os pedetistas está sendo elaborado pelos presidentes nacionais dos partidos, Carlos Lupi, do PDT, com aval de Ciro Gomes, e ACM Neto, prefeito e presidente nacional do DEM.

Eleições concorridas em Salvador

Para o presidente estadual do PDT, deputado federal Félix Mendonça Junior, as eleições deste ano podem ser um ensaio para 2022, pois a aliança dos partidos não representa extremismos, o que pode atrair muitos eleitores. Segundo ele, o Brasil precisa de um governo de coalizão, não de um governo raivoso e extremista.

A ideia é que se o experimento municipal der certo, o cenário para 2022 pode ser de apoio do DEM para a candidatura de Ciro Gomes para a presidência, em troca do apoio do PDT a ACM Neto para o governo da Bahia. Apesar das diferenças ideológicas, o DEM acumula apoiadores de Bolsonaro, como o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni.

Leia mais: Eleições 2020: O que está ou NÃO permitido sobre propaganda eleitoral na internet

O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, também é do Democratas, assim como o atual presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, que tem trabalhado para articular governo e Congresso. Além disso, o DEM votou a favor do governo em 77% dos casos na Câmara dos Deputados em 2019, segundo dados do Congresso em Foco.

O pré-candidato Bruno Reis é advogado e foi deputado estadual por duas vezes, antes de se tornar vice-prefeito em 2016. Ele pretende aproveitar a grande aprovação de ACM Neto (75%) para chegar ao maior cargo da capital. O PL também entraria na coligação, assim como PRB e o MDB. O PT anunciou a pré-candidatura da major da Polícia Militar Denice Santiago.

Facebook Comments

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.