Eleições 2020: Fortaleza tem disputa entre esquerda e direita no 2º turno; conheça os candidatos

O segundo turno das eleições pela Prefeitura de Fortaleza é disputado por candidatos típicos da esquerda e da direita. Capitão Wagner (Pros) é deputado federal alinhado ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e Sarto (PDT) é o apadrinhado dos irmãos Ferreira Gomes, que buscam garantir a continuidade do grupo político na capital.

Eleições 2020: Fortaleza tem disputa entre esquerda e direita no 2º turno; conheça os candidatos
Eleições 2020: Fortaleza tem disputa entre esquerda e direita no 2º turno; conheça os candidatos. (Imagem: Reprodução / Google)

Uma pesquisa do Instituto Datafolha realizada nos dias 18 e 19 de novembro aponta favoritismo de Sarto (PDT) no segundo turno, com 50% das intenções de votos; enquanto Capitão Wagner (PROS) ficou com 36%. A disputa ganhou contornos nacionais durante a campanha, com apoios de políticos importantes.

Segundo turno acirrado em Fortaleza

O presidente Jair Bolsonaro pediu votos para Capitão Wagner em suas “lives eleitorais” e fez uma publicação no Facebook na véspera do primeiro turno, destacando o apoio. No dia da eleição, a postagem foi apagada.

No segundo turno, Capitão Wagner não recebeu apoio dos candidatos derrotados na primeira etapa. Ele busca conquistar votos de grupos conservadores e lideranças evangélicas.

Leia mais: Eleições 2020 Fortaleza: Sarto recebe apoio de DESTES candidatos

Já o candidato do PDT tem um discurso anti-Bolsonaro e recebeu o apoio recente de Ciro Gomes, ex-candidato à presidência. A eleição dele significa a continuidade dos Ferreira Gomes no poder no Ceará e mais uma derrota de Bolsonaro na eleição, como já ocorreu em outras cidades.

Nas sete capitais onde Bolsonaro pediu voto, apenas dois candidatos seguiram para o segundo turno, Capitão Wagner, em Fortaleza, e Marcelo Crivella (Republicanos) no Rio de Janeiro.

Leia mais: Auxílio emergencial: Ministério da Economia dá palavra FINAL sobre o benefício em 2021

Sarto foi o mais votado no primeiro turno, recebeu 35,72% dos votos válidos, enquanto Capitão Wagner somou 33,32%. Ele recebeu declarações de apoio da maior parte dos outros candidatos derrotados e da ex-presidente Dilma Rousseff a nível nacional. Os partidos Solidariedade, PV, Psol e PT vão apoiar o candidato.

Capitão Wagner é capitão reformado da Polícia Militar e já foi vereador, deputado estadual e agora atua como deputado federal. Vai concorrer à prefeitura ao lado da advogada e militante dos direitos humanos, Kamila Cardoso. Sarto é o atual presidente da Assembleia Legislativa e está no sétimo mandato de deputado estadual. O candidato a vice é Élcio Batista (PSB).

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.