Eleições: Veja como consultar o SEU local de votação pela internet

A menos de um mês do primeiro turno das eleições 2020, a Justiça Eleitoral disponibilizou a consulta ao local de votação pela internet. No site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é possível localizar os números do título de eleitor, da zona eleitoral e o endereço da seção de votação. As informações também podem ser acessadas pelo aplicativo e-Título, disponível para os sistemas operacionais iOS e Android.

Eleições: Veja PASSO A PASSO como consultar o local de votação pela internet
Eleições: Veja como consultar o SEU local de votação pela internet. (Imagem: Divulgação)

Como acessar o local de votação das eleições

Para consultar o endereço da seção eleitoral, basta acessar o site do TSE e informar nome completo, data de nascimento e nome da mãe. Quem não possui o nome da mãe no documento pode preencher o espaço com “não consta”.

Ao inserir os dados, são disponibilizadas informações de cadastro de biometria, número de inscrição, nome completo, zona e seção eleitoral e o endereço de votação. Para obter as informações por meio da ferramenta e-Título, é preciso baixá-lo nas lojas de aplicativos.

Outra possibilidade é informar-se pela Central do Eleitor de cada estado, ligando para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Os números de telefone podem ser consultados no site do TSE. No dia de votação, é necessário levar um documento oficial com foto, que pode ser: carteira de identidade, passaporte, carteira de categoria profissional reconhecida por lei, certificado de reservista, carteira de trabalho, documento nacional de identidade ou a carteira nacional de habilitação (CNH).

Leia mais: Eleições 2020: TSE divulgou quais regras precisam ser respeitadas no dia da votação

Certidões de nascimento e casamento não são aceitas como prova de identidade no dia da votação. É proibido entrar na cabine com celular, máquina fotográfica, filmadora ou qualquer aparelho que possa registrar os dados do voto. Também é proibido fazer campanha para um determinado candidato no local de votação.

O uso de máscaras será obrigatório e a recomendação é que cada eleitor leve sua caneta para assinar a ata, uma vez que a biometria não será utilizada. A ordem de votação será: primeiro, o candidato a vereador e depois, o candidato a prefeito. Após digitar os números, o eleitor vai visualizar as informações do candidato e confirmar o voto.

 

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.