Enem 2020: Governo federal recorre de decisão que suspendeu exame no Amazonas

Nesta quinta-feira (14), o Governo Federal recorreu de decisão expedida pela Justiça federal do Amazonas que suspende a aplicação das provas do Enem 2020 (Exame Nacional do Ensino Médio) no estado devido ao surto de novos casos da Covid-19.

Enem 2020: Governo federal recorre de decisão que suspendeu exame no Amazonas (Imagem: DANIEL TEIXEIRA / ESTADÃO CONTEÚDO)
Enem 2020: Governo federal recorre de decisão que suspendeu exame no Amazonas (Imagem: DANIEL TEIXEIRA / ESTADÃO CONTEÚDO)

A ordem judicial de suspensão das provas do Enem 2020 no Amazonas foi concedida pelo juiz federal José Ricardo de Sales, sendo recorrida pela AGU (Advocacia-Geral da União) no TRF-1 (Tribunal Regional Federal da Primeira Região), com sede em Brasília, menos de 24 horas depois da liminar do Juiz no Amazonas.

Leia mais: No Amazonas, provas do vestibular e SIS da UEA são ADIADAS; confira nova data

De acordo com o G1, o órgão de justiça afirmou no recurso que a suspensão pode causar danos aos estudantes amazonenses, provocando efeito cascata com o adiamento.

“Qualquer decisão que afete os procedimentos referentes ao cronograma do Enem refletirá nos cronogramas do Sisu, do Fies e do Prouni, resultando, necessariamente, em graves danos ao candidatos, a todas as instituições públicas e privadas envolvidas, e ao interesse público como um todo”, argumentou a AGU.

Preparo para o Enem 2020 no Amazonas

A logística com os malotes das provas que já foram enviados às respectivas cidades de aplicação também foi usada como respaldo, além de ter elencado uma série de medidas de proteção à contaminação da Covid-19.

Segundo o governo federal informou ao portal, a logística do Enem preparada para o estado é a seguinte:

  • 410 locais de aplicação;
  • 5.996 salas;
  • 160.548 inscritos;
  • aumento de 70% do número de locais e de salas de provas para garantir o distanciamento social entre os participantes.

O Enem está marcado para os dias 17 e 24 deste mês, sendo que mais de 160 mil estudantes amazonenses estão inscritos.

Leia mais: Enem 2020: Secretários de Saúde pedem adiamento e Inep se posiciona

Situação no Amazonas

O Amazonas vem enfrentando hospitais e cemitérios lotados por uma nova onda de surtos causada pelo novo coronavírus. 

Só em Manaus, o cenário é mais preocupante do que os registros feitos em abril de 2020, ainda no começo dos casos. À época, os hospitais e cemitérios entraram em colapso.

Nos primeiros 12 dias de janeiro, segundo o portal, o número de novos internados com a Covid-19 é o maior desde o ano passado.

Ainda na terça-feira (13), a prefeitura manauara decidiu não ceder as escolas municipais ao Estado para a realização do exame, com o intuito de evitar aglomerações nos locais de aplicação das provas.

Jornalista graduada pela FAPCOM (Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação). Foi repórter do site MigraMundo e Startupi, atuou na comunicação de ONG e em assessoria de imprensa. Atualmente trabalha como jornalista freelancer e redatora do Jornal O Norte.