Liberada consulta do último lote do IR; veja calendário de pagamento

As consultas ao quinto e último lote de restituições do Imposto de Renda (IR 2020) foram abertas pela Receita Federal na quarta-feira (23) para pagamentos.

Liberada consulta do último lote do IR; veja calendário de pagamento (Foto: Agência Brasil/Marcello Casal Jr.)
Liberada consulta do último lote do IR; veja calendário de pagamento (Foto: Agência Brasil/Marcello Casal Jr.)


O pagamento será realizado no dia 30 de setembro na conta bancária para 3.199.567 de contribuintes, totalizando o valor de R$ 4,3 bilhões.

Onde consultar o IR

• Os contribuintes podem realizar as consultas pela página oficial da Receita Federal, no link ;
• Ligando para o telefone 146;
• Usando o aplicativo da Receita para tablets e smartphones.

Consultas

De acordo como portal G1, durante a consulta do Imposto de Renda 2020, as pessoas receberão alguma das alternativas de informação abaixo:

• que foi contemplado e que receberá os valores na semana que vem;
• ou que a declaração está na “fila de restituição”, ou seja, que está tudo correto (apenas aguardando a liberação dos valores nos próximos meses),
• ou que está “em processamento”, ou na “fila de espera” do órgão. Quando a declaração está “em processamento” ou na “fila de espera”, pode ser que haja alguma inconsistência de informações, e o contribuinte pode revisá-la para ter certeza, mas isso ainda não é certo.

Leia mais: Após fim do Bolsa Família, governo estuda IR negativo para beneficiados no Renda Brasil


Caso o contribuinte tenha direito ao valor e não recebeu a restituição, o interessado poderá entrar em contato com o Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento nos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088, ou, se dirigir a uma das agências.

Malha fina

Ainda segundo o G1 divulgou, aqueles que quiserem saber se estão na malha fina precisam acessar o “extrato” do Imposto de Renda no site da Receita Federal no chamado e-CAC (Centro Virtual de Atendimento).

Para tanto, é necessário utilizar o código de acesso gerado na própria página da Receita Federal, ou certificado digital emitido por autoridade habilitada.

Caso verifique que há e quais são as inconsistências encontradas pela Receita Federal na declaração do Imposto de Renda, o contribuinte pode enviar uma declaração retificadora.

Após esse processo, se o contribuinte sair da malha fina e tenha direito à restituição, o valor será incluído nos lotes residuais do Imposto de Renda.

Jornalista graduada pela FAPCOM (Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação). Foi repórter do site MigraMundo e Startupi, atuou na comunicação de ONG e em assessoria de imprensa. Atualmente trabalha como jornalista freelancer e redatora do Jornal O Norte.