Salário mínimo vai AUMENTAR? Entenda o que muda no INSS e seguro desemprego

Apesar do reajuste no salário mínimo que passou para R$1.100 reais em 1º de janeiro, ele ainda não alcançou a inflação do ano anterior. O aumento salarial está na média de 5,26%, mas o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2020 ficou em 5,45%. O novo reajuste pode chegar em R$1.101,85 para que não haja prejuízo no poder de compra.

Benefícios que terão AUMENTO com o anúncio do novo salário mínimo 2021
Salário mínimo vai AUMENTAR? Entenda o que muda no INSS e seguro desemprego ( Imagem/ Reprodução: Google)

Com isso o salário mínimo pode ter um novo aumento e  essa mudança vai impactar no seguro desemprego, INSS e PIS/Pasep. 

Isso porque sempre que o salário aumenta, os benefícios previdenciários são ajustados acompanhando também esse aumento.

Assim também acontece com os benefícios de seguro desemprego e o PIS que tem como base de pagamento o salário mínimo. 

Leia mais: Bolsonaro sanciona lei do programa habitacional Casa Verde e Amarela

Com esse reajuste de 5,25% que aumentou em R$ 55, o valor recebido no abono salarial pelo PIS/Pasep, o seguro-desemprego terá o reajuste.

INSS

A partir de fevereiro os contribuintes vão precisar pagar mais na prestação do INSS. Contudo a maior mudança será sentida por aqueles que recebem mais de um salário mínimo.

Os aposentados também vão ganhar um aumento nas aposentadorias. Além disso, de acordo com o Instituto, 65% dos benefícios que são pagos correspondem a um salário mínimo, ou seja, mais de 23 milhões de segurados pelo INSS terão um reajuste de R$ 55. 

O INSS fez o reajuste em 5,45% de quem recebe acima de um salário-mínimo, ou seja, acima de R$ 1.100,00. Com esse aumento, o teto dos benefícios pagos pelo INSS passa de R$ 6.101,06 para R$ 6.433,57.

Leia mais: Jair Bolsonaro arquiteta mudança no comando do Banco do Brasil

Seguro desemprego 

Com o reajuste os valores das parcelas de seguro desemprego de 2021 foram reajustados. Agora o valor máximo do benefício é de R$ 1.911,84.

Os principais favorecidos por ele são os trabalhadores dispensados sem justa causa, desde que preenchidos os requisitos legais.

Mas também podem receber os resgatados de trabalho forçado, pescadores profissionais e afastados para qualificação.

PIS/Pasep

Como tem o parâmetro do salário mínimo, os trabalhadores que recebem o valor cheio do abono salarial em 2021 vão obter os R$ 1.100. 

De acordo com os cálculos do Governo Federal, a cada R$1 de aumento do salário mínimo é criada uma despesa de R$ 343 milhões. Contudo, se a elevação for de R$ 2 a mais representaria uma despesa de R$ 680 milhões neste ano.