Servidores do Rio Grande do Norte tem prazos para retorno ao trabalho

O Governo do Rio Grande do Norte anunciou um calendário de retorno das atividades do funcionalismo público no Estado. Segundo uma portaria do governo, os profissionais irão retomar as atividades de maneira presencial nos órgãos da administração direta e indireta do Estado a partir de um cronograma que será iniciado a partir de 17 de agosto.

Servidores do RN tem prazos para retorno ao trabalho
Servidores do RN tem prazos para retorno ao trabalho. (Imagem: Google)

É nessa data que retornam ao trabalho de forma presencial funcionários com até 50 anos de idade. Já no dia 31 de agosto retomam as atividades laborais aqueles que possuem entre 51 e 59 anos.

Os funcionários públicos que fazem parte do grupo de risco ou que convivem com pessoas que estão no grupo de risco irão permanecer trabalhando home office.

Aqueles que possuem cargos comissionados já retornaram ao trabalho na última segunda-feira (3). A estimativa do governo é que mais de 16 mil pessoas irão retornar aos postos de trabalho segundo o calendário divulgado pelo governo.

Leia mais: Depois de perda de mais de 300 mi em turismo, RN retoma as atividades abertas ao público

Funcionários da Educação do Rio Grande do Norte tem próprio calendário re retorno ao trabalho

A secretária da Administração, Virgínia Ferreira, informou que as ações da Educação irão ser cumpridos a partis do próprio calendário da Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (SEEC).

Já os setores de segurança, saúde e da Secretaria da Administração continuam atuando, pois não foram paralisados por se tratarem de serviços essenciais.

A secretária informou ainda que o intuito é fazer com que o governo retorne as atividades para que a população seja atendida. Para isso, a titular da pasta informou que já enviou um documento para os órgãos com a solicitação de listagem dos serviços que são essenciais fornecidos pelo Governo.

O plano de retomada dos serviços do governo teve o acompanhamento do Comitê Científico do RN, setor criado durante a pandemia do coronavírus.

Houve também a participação de pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, da Universidade Estadual do RN, além de representantes da Rede Estadual de Gestão de Pessoas (Regesp), grupo formado por funcionários públicos do Estado e da área de recursos humanos do Governo do RN.

Facebook Comments