BPC, benefício do INSS, terá AUMENTO em 2021; veja quem vai receber o novo valor

Benefício que é pago a idosos com mais de 65 anos e a pessoas com deficiência de baixa renda poderá ter valor reajustado no próximo ano. Com o aumento previsto do salário mínimo, o BPC (Benefício de Prestação Continuada) poderá ter o acréscimo de R$ 42, passando a ser creditado nas contas bancárias em R$1.087,84.

BPC, benefício do INSS, terá AUMENTO em 2021; veja quem vai receber o novo valor (Foto: Arquivo / Agência Brasil)
BPC, benefício do INSS, terá AUMENTO em 2021; veja quem vai receber o novo valor (Foto: Arquivo / Agência Brasil)

O aumento do benefício acompanha outros pagamentos vinculados ao piso nacional, como o PIS/PASEP e Seguro Desemprego, o reajuste acontece sempre que o salário mínimo passa por aumento no valor. Assim como esses programas, o BPC terá o aumento de 4,10%, caso o novo mínimo seja estabelecido, de R$1.045 para R$1.087,84.

Leia mais: INSS 2021: Microempreendedor Individual tem algum direito previdenciário?

Por seguir a base de aumento do salário mínimo, o valor do benefício será ajustado com base em estimativa do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), com projeção da inflação, conforme PLDO (Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias) enviado pelo governo ao Congresso este ano.

O que, de acordo com o portal G1, não traz “ganho real” à população trabalhadora, por não mudar o poder de compra de quem recebe salário mínimo. Com isso, o atual governo muda a política de ganhos reais utilizadas nos anos anteriores a 2019, e que foi proposta no Governo Dilma.

Sobre o BPC

Pago a idosos acima de 65 anos e pessoas com deficiência de baixa renda, o BPC é um benefício de assistência concedido a pessoas dentro desses critérios e que comprovem ter uma renda familiar inferior a 1/4 do salário mínimo por pessoa.

Paras as pessoas com deficiência: possuir incapacidade física ou mental para trabalho; comprovar a sua situação em perícia médica; ter uma renda mínima por pessoa da família de 25% do salário mínimo.

Como solicitar o BPC?

De acordo com o portal FDR, o interessado precisa se dirigir a algum CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) para realizar o cadastro no CadÚnico, caso não o tenha, e atentando-se ao atendimento que vem sendo realizado sob agendamento durante o período de isolamento social.

Feito isso, será necessário solicitar o BPC em uma unidade do INSS, portando todos os documentos que comprovem a baixa renda, idade, deficiência e/ou agendado perícia médica.

“O pagamento será liberado em um período médio de 45 dias. Sendo que não existe necessidade de ter contribuído ao INSS para receber, no entanto, não recebe 13° salário e não deixa pensão por morte”, explicam em matéria.

Jornalista graduada pela FAPCOM (Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação). Foi repórter do site MigraMundo e Startupi, atuou na comunicação de ONG e em assessoria de imprensa. Atualmente trabalha como jornalista freelancer e redatora do Jornal O Norte.