Detran-RJ cria NOVAS formas de acessar o licenciamento 2021 e CRV

Neste ano, o Rio de Janeiro passará a contar com somente com os formatos digitais para acessar o licenciamento 2021 e CRV (Certificado de Registro do Veículo). A partir deste mês, o Detran-RJ (Departamento Estadual de Trânsito do Rio de Janeiro) não emitirá mais os documentos em papel. As folhas verdes deixarão de existir no estado dando lugar às formas digitais. CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos) também seguirá os novos moldes.

Detran-RJ cria NOVAS formas de acessar o licenciamento 2021 e CRV (Imagem: Reprodução/Detran-RJ)
Detran-RJ cria NOVAS formas de acessar o licenciamento 2021 e CRV (Imagem: Reprodução/Detran-RJ)

Com as mudanças sendo implantadas neste começo de ano, os documentos de compra e venda – CRV e DUT (Documento único de transferência) – passarão a ter outro nome: ATPV-e (Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo), também somente digital. Já válido desde segunda-feira (4).

Os novos formatos dos documentos que entram em vigor em 2021 no Rio de Janeiro também estão estendidos aos demais estados do país, tratando-se de uma mudança em decorrência da extinção da Seguradora Líder – que deixou o posto em 31 de dezembro de 2020

Leia mais: Contran e Detrans anunciam prazos para renovação da CNH em 2021; confira calendário

De acordo com o jornal Extra, o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) optou por acelerar o projeto de digitalização dos documentos. Dessa forma, o Conatran (Conselho Nacional de Trânsito) emitiu uma resolução determinando o processo digital.  

Os documentos em papel-moeda ainda estão válidos para quem já os tem, sendo ainda possível transitar portando eles. A troca será obrigatória apenas quando houver alguma mudança, seja de estado, cidade ou do nome do proprietário, por exemplo. Além disso, caso o documento se perca, o usuário já pode utilizar o digital.

Quando emitir o documento no Detran-RJ

Com a novidade implantada, CRLV e o antigo CRV, na prática, passarão a ser um documento único e deverá ser emitido sempre que houver uma das situações abaixo:

  • registro do veículo;
  • licenciamento anual do veículo;
  • transferência de propriedade;
  • mudança de município ou de residência do proprietário;
  • alteração de característica do veículo;
  • mudança de categoria;
  • emissão de segunda via do documento;
  • remarcação de chassi;
  • necessidade de emissão de novo CRV por algum outro motivo.

Jornalista graduada pela FAPCOM (Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação). Foi repórter do site MigraMundo e Startupi, atuou na comunicação de ONG e em assessoria de imprensa. Atualmente trabalha como jornalista freelancer e redatora do Jornal O Norte.