Eleições 2020: No Recife, João Campos NEGA pressionar servidores ao seu favor

Não é novidade que o candidato a prefeito do Recife, João Campos (PSB), tem o apoio do atual prefeito Geraldo Julio (PSB) na disputa do segundo turno. Nesta semana, foi divulgado que servidores com cargos comissionados da prefeitura estariam sendo escalados para serviços na campanha do filho de Eduardo Campos, como bandeiraços, distribuição de panfletos e uso de camisetas.

Eleições 2020: No Recife, João Campos NEGA pressionar servidores ao seu favor
Eleições 2020: No Recife, João Campos NEGA pressionar servidores ao seu favor. (Imagem: Reprodução / Câmara dos Deputados)

As atividades seriam organizadas por WhatsApp e divididas por órgãos municipais em grupos de 10 pessoas. Alguns servidores relataram pressão e constrangimento para participar das missões, apesar de serem chamados de ‘voluntários’. As equipes têm uma espécie de líder que orienta os demais e posta as informações de agenda.

Leia mais: UPE dá chance EXTRA para quem usar nota do Enem nos cursos de saúde

Candidato nega pressão entre servidores de Recife

O jornal O Tempo teve acesso a alguns grupos de mensagens reatados pelos servidores. Em um deles, uma funcionária da chefia na Secretaria de Turismo lista atividades que os comissionados devem cumprir no dia seguinte e escreve que “precisa do grupo inteiro”, além disso informa o ponto de encontro para o trabalho. No final do dia, é postada uma foto para comprovar as ações realizadas.

Um dos funcionários explicou ao jornal que as mensagens convocatórias estabelecem um ponto de encontro e que os participantes são transportados de ônibus para os destinos. Com a denúncia das atividades, a Prefeitura do Recife emitiu uma nota negando pressão para a participação de servidores em ato relativo às eleições.

Além disso, disse manter um posicionamento institucional regulamentada pela “Cartilha de Condutas Vedadas”, direcionada aos servidores.

O documento foi elaborado e divulgado pela Controladoria Geral do Município e Procuradoria Geral do Município. A prefeitura também destacou que os servidores têm liberdade para exercer seu direito e participar das eleições da forma como preferirem.

Leia mais: Pesquisa Datafolha mostra MUDANÇAS nas intenções de votos no 2° turno em Recife; confira

Segundo turno

João Campos concorre no segundo turno com Marília Arraes (PT). A última pesquisa realizada pelo Ibope mostra favoritismo do candidato entre os eleitores. O levantamento ouviu 1.001 pessoas e aponta João Campos (PSB) à frente das intenções de voto, com 43%, enquanto Marília teve 41%.

A decisão final dos eleitores recifenses será neste domingo (29). No primeiro turno, os dois candidatos tiveram votações muito próximas e buscam conquistar o eleitorado nos detalhes.

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.